Resenha: AS MEMORIAS DO LIVRO: ROMANCE MANUSCRITO DE SARAJEVO-Geraldine Brooks

5bd5f79d-9fc4-42d3-8c9e-82798b56fe5d

Ficha Técnica: 

Título: AS MEMORIAS DO LIVRO: ROMANCE MANUSCRITO DE SARAJEVO

Título original: People Of The Book

Autor: Geraldine Brooks

Editora: Agir( Selo Editora Nova Fronteira)

ISBN: 9788500023323

Gênero: Memórias

Edição: 1º

Páginas:384

Ano: 2008

Sinopse:

Da Espanha de 1480 até a enfraquecida Sarajevo de 1996, um livro sagrado de valor incalculável é caçado por fanáticos políticos e religiosos. Seu destino está nas mãos de uma talentosa conservadora de livros – a charmosa protagonista Hanna, e sua recuperação resulta em um mistério histórico arrebatador.
Quando Hanna é chamada a Sarajevo para examinar o Hagadá, um código judaico do século XV que havia desaparecido durante a guerra da Bósnia, ela não pode acreditar que um documento tão maravilhoso estava preservado depois de tantas guerras e tanto preconceito. A partir de pistas encontradas no próprio manuscrito – uma asa de inseto, manchas de vinho e um pêlo branco – Hanna desvenda uma série de enigmas fascinantes e reconstrói as memórias do livro. E o resultado é um verdadeiro épico, uma corrida contra o tempo para revelar o passado e dar espaço à crônica da história do livro, enquanto Hanna procura a cura para uma criança vítima da intolerância da guerra, um amor impossível, sua própria identidade e proteção: do Hagadá e de sua própria vida.Inspirado na história verídica do Haggadah de Sarajevo, As Memórias do Livro é ao mesmo tempo um romance com importantes e envolventes fatos históricos e profunda intensidade emocional, num ambicioso e eletrizante trabalho realizado por uma premiada e aclamada escritora.

Resenha:

6a7c4db5-ba4b-4296-9a29-39e0cd18d232

O livro aborda o tema da conservação de livros e obras de arte. Em parte ele é baseado em fatos reais, mas em sua maioria é uma obra ficcional. Independente disso, ele está recheado de informações interessantes que nos enriquecem enquanto leitor.

A partir da leitura fui capaz de obter dados sobre a forma de elaboração de um papiro, como se curte o couro de um animal para fazer um papiro antigo, como se estrai tintas dos lugares mais improváveis e principalmente como um historiador e um conservador tem que ser versado nos mais diferentes ramos do saber, para assim poder realizar um trabalho satisfatório.

Hanna Heath é uma das personagens principais dessa história. Ela é filha de uma médica de grande renome internacional que sempre viu na filha um ser inferior, que optou por não desenvolver todo o seu potencial apesar de ter lhe sido disponibilizado meios para isso.

Hanna é a responsável pela conservação de um Hagadá, que é um raro manuscrito judeu desaparecido em 1992. Inicialmente ela fica com receio de não ser qualificada para tal empreitada, mas acaba aceitando o desafio e realizando um trabalho excepcional.

A medida que o livro vai sendo restaurado, nós leitores vamos descobrindo todo o processo de elaboração desse livro e a história que ele contém, que vai bem além de suas páginas. Várias mine histórias são contadas, de diversos pontos de vista, desde o judeu que criou o livro, com sua grafia impecável e o motivo da elaboração do mesmo. Assim como as gravuras que antecedem o período de elaboração do livro e que foram acrescentadas no mesmo, dando a ele um charme peculiar.

livro-as-memorias-do-livro-romance-manuscrito-de-sarajevo-472711-mlb20621108374_032016-f

Muito a cultura judaica foi transcrita, assim como a perseguição que os judeus sofreram ao longo do tempo. Também pode ser analisado o papel da igreja católica e seus inquisidores na destruição de grandes obras de arte. Por fim temos os alemães que confiscaram diversas obras de arte durante a segunda guerra mundial, algumas foram destruídas, outras foram mantidas para um suposto museu que seria criado e algumas foram salvas por homens corajosos.

Também nos é apresentado o sofrimento do povo de Sarajevo, que teve que aprender a lidar com as mais diversas restrições durante a guerra. Muitos foram perseguidos, exterminados em campos, outros morreram em decorrência da foma extrema e das doenças causadas a partir da inanição.

Embora seja recheado de vários elementos, que em alguns momentos até parecem distintos entre si, mas que na verdade se complementam. O livro é de uma sutileza, escrito de forma majestosa. Foi de fato a melhor leitura feita este mês e já entrou para a lista de favoritos da vida.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s