Resenha: Além da Lama- Leo Farah

ALEM_DA_LAMA_15736202001015677SK1573620200B

Ficha Técnica: 

Título:  Além da Lama

Autor (a): Leo Farah

Editora: Vestígio

Gênero:  Literatura Brasileira

Edição: 1º

Páginas: 192

Ano: 2019

Sinopse:

Um raro e inspirador testemunho sobre o ofício desses verdadeiros heróis da vida real
“Este livro não é apenas um rico documento existencial. A experiência dos bombeiros de Minas Gerais nesse tipo de desastre fez deles uma referência internacional no socorro a vítimas de rompimento de barragens. Depois de Mariana, veio Brumadinho, e de novo os bombeiros foram o grande auxílio que os moradores encontraram. Cobri esses desastres e visito esses lugares de vez em quando. O quadro é desolador. Mas seria muito pior se o Brasil não contasse com a competência e a coragem desses heróis.”
5 de novembro de 2015: o Brasil inteiro assiste ao desaparecimento de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo, dois pacatos distritos de Mariana, Minas Gerais. O rompimento da barragem de Fundão, administrada por uma das maiores mineradoras do país, despejou quarenta milhões de metros cúbicos de rejeito tóxico na região, tingindo de marrom a paisagem local e causando a morte de 19 pessoas.
Mas essa catástrofe poderia ter sido ainda maior. É o que descobrimos em Além da lama, que narra as dramáticas 15 primeiras horas de mobilização que tornaram possível o resgate de quinhentos moradores ilhados. Essa emocionante história é contada pelo capitão Farah, comandante do grupo especializado que trabalhou incessantemente na missão de salvar vidas, mesmo sob a ameaça do rompimento iminente de uma segunda barragem, ainda maior que a primeira.
Esta é a primeira vez que uma narrativa traz o olhar dos bombeiros sobre a tragédia que até hoje permanece sem solução. Uma leitura impactante para quem deseja conhecer os bastidores do salvamento do maior desastre ambiental do país e os heróis que tornaram isso possível.

Resenha:

Em um pacato dia de novembro de 2015, o corpo de bombeiros foi acionado para responder a um chamado. Aqueles homens nem chegavam a imaginar a dimensão do desastre ocorrido.

A barragem de Fundão tinha rompido, e seu efeito em cascata atingiu diversos quilômetros de extensão, arrasando com as cidades de Paracatu de Baixo e Bento Rodrigue, distritos de Minas Gerais.

O cenário era desolador, e a maior parte da população local se encontrava ilhada, justamente no caminho pelo qual escorria os dejetos tóxicos da barragem rompida e um pouco à frente da outra barragem que estava na eminencia de romper.

Se não fosse pelo trabalho de excelência do Capitão Farah, especialista em desastres dessa magnitude e de sua equipe que tinha passado por treinamentos exaustivos no sentido de se prepararem para situações próximas a ocorrida, mais de 500 pessoas não haveriam sido salvas.

Claro que vidas foram perdidas, mas essas foram as mínimas possíveis, e os bens materiais, esses com o tempo poderiam ser recuperados. O fato é que as cidades até hoje são inabitáveis, poucas construções resistiram ao poder de destruição desse desastre que é considerado um dos piores ocorridos nas últimas décadas.

Agora me digam como ignorar a revolva que sentimos ao saber que os responsáveis pelas mineradoras foram avisados da possibilidade de ocorrência de um desastre dessa magnitude, e que pelo simples desejo de economizar alguns trocados resolveram ignorar os avisos de especialistas na área, chegando mesmo a persegui-los dentro da instituição, para que esses se calassem.

Se vocês desejam saber um pouco mais sobre o assunto, com base no relato de algumas pessoas que estiveram presente no local do acidente, fica a dica desse livro maravilhoso, que além de tudo vem recheado de fotos do ocorrido.

Bjos!

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s