Resenha: Bom Dia Verônica- Andrea Killmore

BOM_DIAN_VERONICA_1479251415627428SK1479251415B

Ficha Técnica: 

Título: Bom Dia Verônica

Autor (a): Andrea Killmore

Editora: Darkside

Gênero: Romance Policial

Edição: 1º

Páginas: 256

Ano: 2016

Sinopse:

Em “Bom dia, Verônica”, acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.
Andrea Killmore compõe thrillers como os grandes mestres, e sua experiência de vida confere uma autenticidade que poucas vezes encontramos em suspenses policiais, vibrante e cruel — como a realidade.

Resenha:

Olá pessoas. Como vocês estão?

Gente hoje venho falar com vocês a respeito do livro Bom Dia Verônica, escrito pelos queridíssimos Ilana CasIoy e Raphael Montes, sobre o pseudônimo de Andrea Killmore.

O Livro é um romance policial, todo ambientado na cidade de São Paulo, onde um assassino de mulheres está a solta, o problema e que até ele ser denunciado ninguém nem imaginava que esses crimes horrendos estavam sendo cometidos.

Paralelamente temos a história de um golpista, que atrai mulheres pela internet em sites de namoro, tira dela todo o dinheiro possível, além é claro de sua dignidade e autoconfiança, deixando elas em estado de plena desolação, ao ponto que muitas acabam por cometer suicídio. Achou pouco? E se esse psicopata além de tudo for um necrófilo? Pesado né?

O livro tem uma trama bem amarrada, que junta a experiência da Ilana Casloy, que investigou vários criminosos em série nacionais e internacionais, e o lado obscuro da escrita do Raphael Montes, que sempre nos surpreende com livro de finais inusitados, com tramas que fogem daquele padrãozinho batido dos autores de suspense.

Mas nem tudo são flores, por exemplo o final e tão fantasioso, que acabou quebrando a experiência da leitura, pelo menos para mim, que não consegui nem por um instante comprar a ideia que estava sendo passada para a investigadora de polícia que solucionou os dois casos.

Agora, o jeito é esperar vocês lerem, para que possa saber se tem uma opinião divergente da minha.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s