Resenha: As Garotas Madalenas- V.S. Alexander

AS_GAROTAS_MADALENA_1559135140869277SK1559135141B

Ficha Técnica: 

Título: As Garotas Madalenas

Autor (a):  V.S. Alexander

Editora: Gutenberg

Gênero: Romance

Edição: 1º

Páginas: 288

Ano: 2019

Sinopse:

Dublin, 1962. Dentro dos portões do convento das Irmãs da Sagrada Redenção opera uma das Lavanderias de Madalena da cidade. Outrora um lugar de refúgio, as lavanderias haviam evoluído para sombrios reformatórios de trabalhos forçados. É para lá que a jovem Teagan Tiernan, de 16 anos, é levada pela família, depois de ter sido transformada em personagem de uma intriga que também envolvia um jovem e belo padre.
Convivendo com mulheres “em desgraça” – mães solteiras, prostitutas, menores infratoras – e garotas comuns, cujos únicos pecados se resumiam a serem bonitas ou independentes demais, Teagan faz amizade com Nora Craven, uma jovem rebelde que pensava que nada poderia ser pior do que sua miserável vida familiar. As duas jovens se tornam reféns da Madre Superiora e de suas punições cruéis – sempre em nome do amor. Entre fracassadas tentativas de fuga, Teagan e Nora vão descobrir como é árduo o mundo exterior, principalmente para jovens de reputação arruinada.
Narrado com franqueza, compaixão e riqueza de detalhes históricos, As garotas Madalenas é um primoroso romance sobre a vida dentro dessas polêmicas instituições da Igreja Católica. É uma história inspiradora de amizade, esperança e incansável coragem.

Resenha:

Muitos episódios da história ainda hoje se encontram encobertos ao conhecimento do grande público, esse é o caso das pobres garotas madalenas, que por motivos diversos eram expulsas de suas casas e enviadas a reformatórios da igreja católica, onde ficavam sobre a supervisão de freiras que as mantinham privadas de seu direito de liberdade.

Essas garotas não podiam sair das instalações, entrar em contato com seus parentes (que assinavam papeis abrindo mão de sua guarda), além de serem forçadas a trabalhos extenuantes em lavanderias, costura e bordado. Para piorar a situação, elas sofriam castigos humilhantes que ficavam a cargo da madre superiora.

As garotas Madalenas - V. S. Alexander - Blog Acordei com Vontade de Ler

Claro que nem todas as freiras eram cruéis, mas muitas delas foram garotas madalenas em sua adolescência, é se viram tão sem opção, que acabaram por ter o espirito e os sonhos quebrados a medida que os anos passavam, se submetendo ao único futuro que lhes eram oferecidos.

Infelizmente esses não foram casos que causaram uma grande comoção, afinal essas garotas eram vistas como indesejadas, filhas bastadas, enteadas (que eram consideradas um fardo), garotas com problemas mentais, ou bonitas demais e por isso causavam embaraço a seus pais chamando a atenção dos homens que as viam como objeto de tentação para eles.

madalena

As que acabavam gravidas, eram obrigadas a darem os filhos para a adoção, mesmo que sem consentimento. Inclusive algumas valas comuns foram encontradas perto das lavanderias onde as garotas trabalhavam. Os bebes que morriam, simplesmente eram enterrados em valas comuns, sem nenhuma identificação, assim como as garotas que morriam devido a alimentação escassa que as deixavam suscetíveis a doenças, partos mal sucedidos, ou que cometiam suicídio por motivos de depressão.

Esse é um triste capitulo de nossa história que devemos conhecer, até mesmo para dar voz a essas meninas que foram silenciadas por um sistema opressivo que as subjugavam pelo simples fato de serem mulheres.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s