Resenha: Salvando a Mona Lisa -Gerri Chanel

51isCY3F96L

Ficha Técnica: 

Título:  Salvando a Mona Lisa

Autor (a): Gerri Chanel

Editora: Vestígio

Gênero: Artes/ História

Edição: 1º

Páginas: 352

Ano: 2019

Sinopse:

No final de agosto de 1939, quando a guerra ameaçava eclodir na Europa, os curadores do Louvre guardaram o quadro mais famoso do mundo em um estojo especial forrado com veludo vermelho e o enviaram ao Vale do Loire, cerca de duzentos quilômetros ao sul de Paris. Assim começou a maior retirada de obras de arte e antiguidades da história. À medida que os alemães se aproximavam da capital em 1940, os franceses se apressavam para despachar as obras-primas cada vez mais ao sul, vez após vez durante a guerra, cruzando todo o sudoeste da França.
Durante a ocupação alemã, a equipe do Louvre lutou para manter tesouros inestimáveis longe das mãos de Hitler e de seus capangas e para manter seguro o palácio do Louvre, muitas vezes arriscando seus empregos e suas vidas para proteger a herança artística do país. Salvando a Mona Lisa é a história arrebatadora e cheia de suspense dessa batalha.
Encorpado por uma pesquisa profunda e acompanhado por fotografias fascinantes daquele período, Salvando a Mona Lisa é uma envolvente história real de arte e beleza, intriga e sagacidade, e de uma coragem moral notável em face de um dos inimigos mais aterrorizantes da história.

Resenha:

Salvando Mona Lisa é uma história envolvente, baseada em fatos reais, que relata como os curadores do Louvre e seus auxiliares se empenharam em resguardar essa e diversas outras obras de arte, durante os períodos da Primeira e Segunda Guerra Mundial.

download-8

O livro se inicia com detalhes sobre a criação do Palácio do Louvre por ordem do rei Francisco, para servir de fortaleza e ponto estratégico de proteção contra a Inglaterra, passando a narrar as reformas que ocorreram no prédio e como se iniciou o acervo, sendo o mesmo ampliado por Napoleão Bonaparte, por meio de saques de obras de arte de outros países, em suas conquistas.

 

Mas a Mona Lisa foi adquirida de forma legitima, e é considerada a obra mais importante do museu, sempre tendo alto grau de prioridade em caso de evacuação, por isso é a única obra que é marcada com 3 círculos vermelhos (forma de classificação de importância).

Importante observar que foram nos períodos de guerra que mais se adquiriram obras para o país, seja através da pilhagem ou do suposto confisco, mas também foi o período que as obras mais ficaram expostas a atos de vandalismo e saques, ou até mesmo solicitações diversas de restituição aos países de origem.

images

Difícil entender quem realmente tinha direito nesse caso, já que pelo que entendi muitas obras que se encontram no Louvre atualmente foram adquiridas de forma ilegítima, inclusive da própria Alemanha, que estava ameaçando o confisco de todas para serem usadas no grande projeto de Hitler de um enorme museu do fuhrer.

Só posso garantir a vocês que esse livro é uma verdadeira aula de história, contendo uma infinidade de dados interessantes sobre a guerra, suas personalidade, planos, golpes, além é claro de muita informação sobre as obras contidas no Louvre.

Bjos!

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s