Resenha: V de Vingança- Alan Moore, David Lloyd

V_DE_VINGANCA_1400216348B

Ficha Técnica: 

Título: V de Vingança

Autor (a): Alan Moore, David Lloyd

Editora: Panini

Gênero: HQ

Edição: 1º

Páginas: 308

Ano: 2006

Sinopse:

Uma poderosa e aterradora história sobre a perda da liberdade e cidadania em um mundo totalitário bem possível, V de Vingança permanece como uma das maiores obras dos quadrinhos e o trabalho que revelou ao mundo seus criadores, Alan Moore e David Lloyd. Encenada em uma Inglaterra de um futuro imaginário que se entregou ao fascismo, esta arrebatadora história captura a natureza sufocante da vida em um estado policial autoritário e a força redentora do espírito humano que se rebela contra esta situação. Obra de surpreendente clareza e inteligência, V de Vingança traz inigualável profundidade de caracterizações e verossimilhança, em um audacioso conto de opressão e resistência.

Resenha:

V de Vingança é uma HQ, que foi escrita por Alan Moore, escritor britânico mundialmente conhecido por seus quadrinhos:  WatchmenV de Vingança e Do Inferno. E por David Lloyde, desenhista e roteirista britânico.

A HQ foi publicada inicialmente em preto e branco nos anos de 1982 e 1983, ficando sem um final até 1988, quando a DC resolveu dar continuidade aos trabalhos fazendo a primeira edição colorida da obra.

Alan Moore, escreveu esse quadrinho com o intuito de dar vasão ao sentimento de medo que os britânicos tinham de uma possível guerra nuclear, já que estavam vivendo no período da Guerra Fria.

Ele criou um mundo distópico, em um futuro pós apocalíptico de 1997, onde foi instaurada uma nova ordem de governo na Inglaterra. O país começou a ser governado por uma facção fascista, que se utilizavam da força de repressão dos homens dedo (espécie de polícia), além de abusarem de recursos desumanos como era o caso dos fornos de cremação para humanos, campos de concentração, instalações de experiências secretas realizadas em prisioneiros (minorias raciais, sexuais e opositores políticos).

Na HQ podem ser vistas uma série de referências: Hamlet, 1984 de George Orwell, Fahrenheit 451, Conde de Monte Cristo, cantando na chuva, beethoven…

Além de usar acontecimentos reais para embasar a obra, como o fato da máscara usada pelo personagem principal ser inspirada no rosto de Guy Fawkes, revolucionário que no século XVII tentou explodir a Câmara dos Lordes, que vinham aprovando leis absurdas contra católicos e pessoas pobres.

A HQ é uma verdadeira aula de como se posicionar contra um governo opressor, que abusa do uso da força para controlar e manipular os cidadãos. V não é apenas anarquista, ele é de fato um instrumento do caos, aquele que traz o desconforto necessário para que haja a mudança.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s