Resenha: Canções de Ninar de Auschwitz- Mario Escobar

CANCOES_DE_NINAR_DE_AUSCHWITZ_1463077478584136SK1463077478B

Ficha Técnica: 

Título:  Canções de Ninar de Auschwitz

Autor (a): Mario Escobar

Editora:  Harper Collins

Gênero: Literatura Estrangeira/ Biografia

Edição: 1º

Páginas: 224

Ano: 2016

Sinopse:

Neste livro, Mario Escobar conta a trajetória real de uma família que passou 16 meses encarcerada em um campo de concentração nazista. Helene Hannemann era alemã, mas mesmo assim optou por partir para Auschwitz junto de seu marido e os cinco filhos com ascendência cigana quando os policiais da Gestapo bateram à sua porta. Por ser enfermeira, mas, sobretudo, alemã, Helene foi escolhida pelo médico Josef Mengele, mais tarde conhecido como ‘O Anjo da Morte’, para ser a diretora do jardim de infância do campo. No final da guerra, entre os papéis de Mengele, foi encontrado o diário que Helene manteve durante todo o seu período no campo de extermínio. Tendo como base a infeliz história daquela família, o autor nos emociona e surpreende ao narrar os medos, privações, torturas e até mesmo histórias de superação que milhares de pessoas vivenciaram sob o poder dos nazistas.

Resenha: 

download

Helene Hannemann, mulher alemã, casada com um homem de ascendência cigana, com quem tem cinco filhos.

Após receber uma visita de alguns truculentos policiais da Gestapo, Helene opta por acompanhar o marido e os filhos ao campo de concentração, onde serão mantidos como prisioneiros por dezesseis meses.

 

Helene acaba recebendo alguns tratamentos privilegiados ( se podemos dizer assim), por ser ter descendência ariana, e por ser uma enfermeira. Mesmo as detentas do campo, acabam acolhendo ela com carinho e respeito, pois essa se mostrou amável e fiel ao seu marido cigano, tendo portanto uma tribo que a defendesse.

download (1)

Infelizmente, ou felizmente, Helene foi escolhida por Josef Mengele, o Anjo da Morte, famigerado médico nazista, que praticava experiências inomináveis com crianças (principalmente gêmeos), seus atos eram tão bárbaros, que fazia com que todos os temessem.

Helene, ficou responsável por comandar uma creche no campo de concentração. Imagine a dificuldade de ver as crianças sob sua responsabilidade sendo dizimadas como se fosse animais. Mas essa posição também garantiu a ela e aos seus filhos um pouco mais de conforto e segurança, porém nada dura para sempre.

blog-1624 (1)

Helene é uma mulher admirável, e esse livro foi escrito com base em um diário pessoal que ela manteve no período em que esteve detida.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s