Resenha: A Filha do Rei do Pântano -Karen Dionne

A_FILHA_DO_REI_DO_PANTANO_1538399759813935SK1538399759B

Ficha Técnica: 

Título: A Filha do Rei do Pântano

Autor (a): Karen Dionne

Editora:  TAG Inéditos / Verus Editora

Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance

Edição: 1º

Páginas: 288

Ano: 2018

Sinopse:

Helena tem um segredo: ela é o fruto de um sequestro. Sua mãe foi raptada quando ainda era adolescente e mantida em uma casa escondida no pântano de Michigan. Nascida dois anos depois do sequestro, Helena aprendeu a amar sua infância fora do comum – e aprendeu, até mesmo, a amar seu pai, um homem selvagem e brutal. Quando ele escapa da prisão, ela precisa encarar o passado que ocultou tão habilmente do marido e das filhas. Em uma caçada de tirar o fôlego, ela faz de tudo para encontrar seu pai enquanto reexamina os episódios da infância que moldaram seu futuro.

Resenha:

O livro é narrado a partir do ponto de vista de Helena, uma mulher com duas filhas, em um bom casamento, que vive de fazer geleias e compotas artesanais, além de ser uma ótima caçadora.

Mas Helena guarda um grande segredo, ela é o fruto de um sequestro. Sua mãe foi raptada com apenas 16 anos, e ela veio a nascer 2 anos após o rapto. Ambas ficaram mais de 12 anos sobre o julgo de um homem cruel, que não media esforços para deixá-las aterrorizadas e submissas a sua vontade.

A_FILHA_DO_REI_DO_PANTANO_1538399759813935SK1538399759B (1)

Mas é claro que Helena não tinha consciência disso, afinal de contas aquela era a única realidade que a garota conhecia. O que faz com que o leitor tenha um sentimento ambíguo em relação a forma como a menina tratava a sua mãe, chegando muitas vezes a intimida-lá física e psicologicamente.

Desde as primeiras páginas Helena deixa claro que esse não é um livro sobre seus pais, mais sim sobre a experiência vivenciada por ela, e as nefastas consequências que a acompanham por toda a vida.

b4535552d143ba3b01a4dd1e99b1f5a3

A garota foi a responsável pela fuga da mãe e pela prisão do pai, o homem que ela sempre admirou e em quem se espelhava. Aquele que moldou a base de sua formação, a quem ela sempre estava tentando agradar, a pessoa que por muito tempo detinha a sua lealdade.

O livro basicamente trata sobre a necessidade que essa mulher tem de relembrar cada trecho de sua vida, colocando tudo em uma balança, separando o que foi bom, do ruim. Esse processo de autoanálise tem inicio com a fuga de seu pai da prisão, o que coloca a ela e a sua família em risco.

A leitura vai fazer você refletir sobre o que é certo e errado, como o meio e a criação influenciam no poder de decisão do individuo, e  principalmente como um ponto de vista específico pode alterar a forma como você absorve uma história.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s