Resenha: Pílulas Azuis- Frederik Peeters

PILULAS_AZUIS_1447174220512405SK1447174220B

Ficha Técnica: 

Título:  Pílulas Azuis

Autor (a): Frederik Peeters

Editora:  Nemo

Gênero: Literatura Estrangeira/ HQ

Edição: 1º

Páginas: 208

Ano: 2015

Sinopse:

Nesta narrativa gráfica pessoal e de rara pureza, por meio de um roteiro simples e de temas universais (o amor, a morte), Frederik Peeters conta sobre seu encontro e sua história com Cati, envolvendo o vírus ignóbil que entra em cena e muda tudo, e todas as emoções contraditórias que ele tem de aprender a gerenciar: amor, raiva, compaixão. Pílulas azuis nos permite acompanhar, sem nenhum vestígio de sentimentalismo, através de um prisma raramente (senão nunca) abordado, o cotidiano de uma relação cingida pelo HIV, sem deixar de lançar algumas verdades duras e surpreendentes sobre o assunto. Apesar da seriedade do tema, Pílulas azuis é uma obra cheia de leveza e humor. Não é à toa que é considerada por muitos a obra-prima de Frederik Peeters. Uma das mais belas histórias de amor já publicadas.

Resenha:

HQ autobiográfica de Frederik Peeters.

Pílulas Azuis, conta a comovente história de amor de Frederik e Cati, desde o primeiro encontro até os dias atuais.

pilulas_02

Frederik sempre sentiu atração por Cati, e quando ele a reencontrou separa e com um filho, não teve duvidas de que não deixaria a chance de conquistar aquela mulher passar. Ele só não imaginava que Cati era portadora do vírus HIV, assim como o seu filhinho de 4 anos.

pilulas-azuis-federik-peeters-4

Diferente da atitude que muitos tomariam, de se afastar, Frederik manteve o relacionamento com Cati, mesmo estando assustado e não tendo informações suficientes a respeito do que estava enfrentando.

Essa HQ, acabou por me alertar a respeito de diversos fatores que eram totalmente desconhecidos, como a porcentagem do risco de se contrair HIV, através de uma relação sexual.

Posso afirmar que fui apreendendo mais sobre esse universos junto com o autor, e isso serviu para me abrir os olhos a respeitos dos preconceitos que criamos por falta de informação.

Imagino como foi difícil para o casal, na década de 80, lidar com algo que ainda esta sendo estudado. Mas graças ao amor que uniu essa família eles poderão superar os contratempos, e nos fomos agraciados com esse mangá maravilhoso.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s