Resenha: A História do Ladrão de Corpos- Anne Rice

A_HISTORIA_DO_LADRAO_DE_CORPOS_1398345206B

Ficha Técnica: 

Título: A História do Ladrão de Corpos

Autor (a): Anne Rice

Editora: Rocco

Gênero: Literatura Estrangeira/ Ficção/ Romance

Edição: 1º

Páginas: 464

Ano: 2009

Sinopse:

Através dos séculos, Lestat foi cortejado como príncipe no reino das trevas onde vagueiam os mortos; agora, porém, ele está diante de uma situação inusitada que pode mudar o rumo de sua existência completamente. Um desconhecido que o persegue em vários lugares do mundo – Veneza, Hong Kong, Miami, Londres e Paris – propõe a troca de seu corpo com o do vampiro. É a oportunidade de Lestat sentir as sensações de um mortal. É a chance de Raglan James experimentar os poderes de um imortal. Esta é uma história contemporânea, passada no final dos anos 80, inclusive no Rio de Janeiro. Depois de alcançar o sucesso durante sua curta carreira de cantor de rock, Lestat se enfronha no candomblé e no espiritismo, pelas mãos de David Talbot, um amigo mortal que recusa sua oferta de Sangue Negro. Torturado por seu amor, suas dúvidas e sua solidão secular, Lestat sonha ser humano outra vez. Ver o sol, beber e comer como qualquer outra pessoa. Mas uma coisa o perturba. E se o estranho não lhe devolver mais o corpo?

Resenha:

É incrível como cada novo volume das Crônicas Vampirescas de Anne Rice, é ainda melhor do que o anterior, é dessa vez não foi diferente.

A trama em si é simples, por diversas vezes o leitor pode vir a acreditar que Lestat está deixando fatos importantes passarem batido, mas levem em conta que o príncipe moleque se encontra fragilizado após a morte da mãe de todos os vampiros.

O vampiro mais amado de Anne Rice, está sofrendo uma crise existencial sem precedente. Já tivemos a oportunidade de ver Lestat  recolhendo-se do mundo,  enterrando-se vivo em uma tentativa de se refazer ( segundo volume), mas agora tudo ganha uma nova dimensão, afinal ele bebeu o sangue mais puro existente e o seu poder é quase ilimitado.

Diante desse cenário, uma proposta quase irresistível surge, e como todos já temos conhecimento, Lestat adora quebrar regras. O que seria melhor para sair do marasmo do que fazer algo proibido?

Lestat aceita uma nova aventura, é nos mostra que o ponto de vista de um mortal é sempre frágil e incompleto, isso se deve a incapacidade que temos de usar todos os nossos dons.

O ponto forte do livro é a tomada de consciência da passagem do tempo, de como o corpo se deteriora, mas a mente permanece jovem e cheia de desejos intensos. Mesmo um vampiro sofre ao perceber que está preso a um passado que existe apenas em sua lembrança.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s