Resenha: A Sexta Extinção – Elizabeth Kolbert

A_SEXTA_EXTINCAO_1437073206516195SK1437073206B

Ficha Técnica: 

Título: A Sexta Extinção

Autor (a): Elizabeth Kolbert

Editora: Intrinseca

Gênero: Literatura Estrangeira

Edição: 1º

Páginas: 336

Ano: 2015

Sinopse:

Ao longo dos últimos quinhentos milhões de anos, o mundo passou por cinco extinções em massa brutais, nas quais sua biodiversidade caiu de maneira abrupta. A mais conhecida foi a que eliminou os dinossauros, quando um asteroide colidiu com o planeta há 65 milhões de anos. Hoje vem sendo monitorada a sexta extinção, possivelmente a mais devastadora da história da Terra. Mas, dessa vez, a causa não é um as – teroide ou algo semelhante. Nós somos a causa. Em A sexta extinção, a jornalista Elizabeth Kolbert explica de que maneira o ser humano alterou a vida no planeta como absolutamente nenhuma espécie o fizera até hoje. Para isso, lança mão de trabalhos de dezenas de cientistas nas searas mais diversas e vai aos lugares mais remotos em busca de respostas. Kolbert apresenta ao leitor doze espécies — algumas desaparecidas, outras em vias de extinção — e, a partir daí, chega à conclusão assustadora de que uma quantidade inigualável de animais está desaparecendo bem diante de nossos olhos. Ao mesmo tempo, a jornalista traça um panorama de como a extinção tem sido entendida pelo homem nos últimos séculos, desde os primeiros artigos sobre o tema, do naturalista francês Georges Cuvier, até os dias de hoje. Kolbert mostra que a sexta extinção corre o risco de ser o legado final da humanidade e nos convida a repensar uma questão fundamental: o que significa ser humano?

 Resenha:
Que livro maravilhoso, não é de se surpreender que a autora Elizabeth Kolbert, foi premiada com o Pulitzer por esse ensaio.
Elizabeth Kolbert é uma jornalista nova-iorquina, que se dedicou a pesquisa dos efeitos desastrosos que o homem causa no ambiente, quando não tem consciência de suas ações.
Neste livro ela nos esclarece de forma clara e de fácil assimilação, como essas ações são responsáveis pela sexta extinção em massa de espécies, sendo esse um efeito global. Para apresentar um ensaio embasado em fatos científicos, a autora viajou para os quatro cantos do globo e entrou em contato com os cientistas e biólogos mais renomados em cada área de estudo.
As conversas são descritas de forma impessoal, o que deixa a leitura mais agradável, mesmo para pessoas leigas no assunto (como eu sou).
A autora ainda tem o cuidado de reforçar a sua obra, trazendo elementos que configuraram as primeiras cinco extinções, além de uma analise detalhada delas feita por nomes renomados como é o caso de Charles Darwin, Georges Cuvier e Charles Lyell.  Essa trajetória histórica só reforça que esse é um efeito desastroso no tangente a perda de material genético e de espécies ainda não catalogadas.
Foi incrível descobrir que em ambientes relativamente pequenos podem existir uma grande variedades de espécies, como é o caso dos corais, que abrigam milhares de espécies por metro quadrado.
Apesar de ter gostado muito do livro, e de ter esclarecido varias duvidas que eu tinha a respeito do assunto, mesmo assim a leitura é as vezes um pouco cansativa, chegando a ser repetitiva em alguns pontos. Também achei que a autora fugiu do tema algumas vezes, na tentativa de fornecer uma visão histórica (abordava algumas coisas desnecessárias).
Bjos!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s