Resenha: No Seu Pescoço – Chimamanda Ngozi Adichie

NO_SEU_PESCOCO_1497459540687673SK1497459540B

Ficha Técnica: 

Título: No Seu Pescoço

Autoras: Chimamanda Ngozi Adichie

Editora: Companhia das Letras

Gênero: Literatura Estrangeira / Contos

Edição: 1º

Páginas: 240

Ano: 2017

Sinopse:

A escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie vem conquistando um público cada vez maior, tanto no Brasil como fora dele. Em 2007, seu romance Meio sol amarelo venceu o National Book Critics Circle Award e o Orange Prize de ficção, mas foi com o romance seguinte, Americanah, que ela atingiu o volume de leitores que a alavancou para o topo das listas de mais vendidos dos Estados Unidos, onde vive atualmente. Ao trabalho de ficcionista, somou-se a expressiva e incontornável militância da autora em favor da igualdade de gêneros e raça. Agora é a vez de os leitores brasileiros conhecerem a face de contista dessa grande autora já consagrada pelas formas do romance e do ensaio. Publicado em inglês em 2009, No seu pescoço contém todos os elementos que fazem de Adichie uma das principais escritoras contemporâneas. Nos doze contos que compõem o volume, encontramos a sensibilidade da autora voltada para a temática da imigração, da desigualdade racial, dos conflitos religiosos e das relações familiares. Combinando técnicas da narrativa convencional com experimentalismo, como no conto que dá nome ao livro — escrito em segunda pessoa —, Adichie parte da perspectiva do indivíduo para atingir o universal que há em cada um de nós e, com isso, proporciona a seus leitores a experiência da empatia, bem escassa em nossos tempos.

Resenha:

Esse é mais um livro forte da autora nigeriana Chimamanda Adichie.

Eu sou apaixonada pela escrita dessa mulher, ela sempre me faz refletir a respeito do papel da mulher na sociedade. É nesse livro não é diferente, aqui temos personagens femininas fortes, decididas, que lutam para alterar a realidade em que vivem.

Ao todo são doze contos, que abordam temas que vão de imigração, adaptação a uma cultura estrangeira, relações familiares conflituosas, ciume entre irmãos, adultério, mais principalmente de desigualdade social.

A autora utiliza sua experiência pessoal como mulher negra, imigrante, para retratar de forma verossímil a decepção que essas pessoas costumam tem ao perceber que todas as informações que receberam durante sua vida, em relação a facilidade de oportunidades e ascensão social em países como os Estados Unidos, na realidade são incorreta.

Em todos os contos, o choque cultural foi traumático, independente da condição financeira ou o nível de escolaridade. Os imigrantes sempre eram tratados de forma diferenciada, e não necessariamente para melhor.

Quando somos expostos a uma realidade tão diferente da nossa, é impossível não sair modificado. Acredito que essa seja a proposta do livro, nos fazer sair da bolha e ver o mundo através dos olhos de outras pessoas.

A leitura foi edificante, eu recomendo a todos conhecer não somente esse livro, mas toda a obra da Chimamanda.

Bjos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s