Resenha: Entrevista com o Vampiro: A história de Cláudia- Anne Rice

ENTREVISTA_COM_O_VAMPIRO_1422898925434308SK1422898925B

Ficha Técnica: 

Título: Entrevista com o Vampiro – A história de Cláudia

Autora: Anne Rice

Editora: Rocco

Gênero: HQ, comics, mangá

Edição: 1º

Páginas: 224

Ano: 2015

Sinopse:

Esta não é simplesmente uma adaptação para os quadrinhos de Entrevista com o Vampiro, best-seller de Anne Rice que virou filme em 1994. Meticulosamente ilustrado por Ashley Marie Witter, a versão em graphic novel do livro de estreia da rainha dos vampiros reconta a história sob um ponto de vista inédito: o da vampira criança Cláudia, a imortal de 6 anos de idade, órfã e assassina, vítima e monstro, representada por Kirsten Dunst na versão cinematográfica. As ilustrações em tons de sépia retratam fielmente os personagens andróginos de Rice e ainda reforçam o clima sensual e sombrio da obra original, renovando e enriquecendo a narrativa.

Resenha:

Cláudia é uma das personagens mais memoráveis da obra de Anne Rice. Ela é uma garotinha de apenas 6 anos de idade, que foi transformada em vampiro por Lestat. O intuito inicial era manter Louis perto, mas a garota acabou por se tornar a filha amada dessa dupla de vampiros.

Nessa HQ, temos o ponto de vista de Cláudia a respeito da história narrada por Louis em Entrevista com o Vampiro.

download (3)

Todos sabem que eu tenho Cláudia como a grande vilã do livro acima citado. Ela é um dos personagens mais perturbadores das crônicas vampirescas. Nessa HQ, dá para ter uma real dimensão da maldade da personagem, apenas observando o seu olhar de profundo ódio e malícia.

 

Cláudia é uma maquina de matar perfeita, ela não demonstra remorso por suas vitimas. O único ser capaz de ter seu amor ou piedade é Lousi, seu pai imortal e grande amor. Já Lestat, inicialmente tem sua admiração, seguida de seu desprezo e por fim ódio.

A HQ tem um traço perfeito, que transmite uma carga emocional gigante, isso se dar a paleta de cores escuras, geralmente em tons de sepia e preto, com alguns tons de vermelho para enfatizar a morte e a vida contida no sangue.

A Rocco está de parabéns pela qualidade gráfica dessa obra.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s