Resenha: Talvez um Dia- Colleen Hoover

TALVEZ_UM_DIA_1461017254578980SK1461017254B

Ficha Técnica: 

Título: Talvez Um Dia

Autora: Colleen Hoover

Editora: Galera Record

Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance

Edição: 1º

Páginas: 368

Ano: 2016

Sinopse:

Um dos livros mais comentados de 2015, nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover, autora das séries Slammed e Hopeless.
Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento… Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Resenha:

Meu primeiro contato com a escrita da autora Colleen Hoover, foi com o livro Métrica. Lembro de ter adorado a experiência, o que fez com que eu adquirisse logo os dois outros volumes da série. De pronto eu aprendi que os primeiros volumes das séries são bons, mais a sequência geralmente decepciona. O mesmo ocorreu com as duas ultimas leituras ( estando essa inclusa).

Colleen tem o poder de nos prender em tramas emocionantes e bem elaboradas, mas alguns personagens são caricatos ou contraditórios, o que faz com que a magia seja quebrada.

Sydney é uma garota que acabou de completar 22 anos. No dia do seu aniversário ela descobriu que seu namorado de longa data e sua melhor amiga/ colega de quarto, são amantes. Após uma discussão regrada a violência física, a garota sai de casa.

Nesse ponto a história fica estranha, uma vez que ela foi morar no apartamento de um homem com quem falava a apenas duas semanas, mais precisamente duas conversas por mensagens de celular.

Ridge é compositor com bloqueio criativo, ele tem uma namorada linda e amorosa, mas ambos possuem algumas limitações que dificultam as suas vidas. Ele viu em Sydney uma oportunidade, uma vez que ela parece escrever canções emocionantes.

O que mais me incomodou foi a hipocrisia dos personagens. Uma vez que não se aceite que algo seja feito com você, o lógico seria não fazer o mesmo com outra pessoa, certo?  Pelo jeito sair de um relacionamento amoroso, e estar estagnado profissional e pessoalmente, dá direito as pessoas de agirem como bem entenderem.

O pior é ver uma garota ser preterida duas vez pelo seu par romântico e mesmo assim estar ali disponível para ele. Se já não fosse ruim o suficiente, quem não daria o seu coração para um homem que diz: – Se eu tivesse a oportunidade de voltar, eu sempre escolheria ela.

Em uma época em que as mulheres são ainda mais conscientes de seu papel e do seu poder, não me sinto representada em uma personagem feminina tão ambígua como a Sydney, principalmente quando ela não se dá o devido valor. Por esse e outros motivos, a leitura foi desagradável.

Bjos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s