Resenha: Os Meninos que Enganavam Nazistas – Joseph Joffo

OS_MENINOS_QUE_ENGANAVAM_NAZIS_1496767244686189SK1496767245B.jpg

Título: Os Meninos Que Enganavam Nazistas

Autor: Joseph Joffo

Editora: Vestígio

Gênero: Literatura Estrangeira / Não-ficção

Edição: 1º

Páginas: 288

Ano: 2017

Sinopse:

Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade.
Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… Os meninos que enganavam nazistas conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

Resenha:

Imagine a seguinte situação: uma guerra estoura, um grupo seleto de pessoas das quais você faz parte, passam a ser perseguidas e mortas indiscriminadamente, você tem apenas 10 anos de idade, e em uma determinada noite seus pais dão instruções a você e ao seu irmão um pouco mais velho, para fugirem, sozinhos, levando apenas uma mochila, um mapa e um pequeno valor em dinheiro.

O que você faria na situação descrita? ficaria com medo é claro, muito assustado, com receio de ser capturado e morto, mas principalmente com medo de acabar dedurando os membros de sua família que ainda não estão em segurança.

IMG_8077

A situação descrita acima foi vivenciada pelo autor desse livro. Era o ano de 1941, é Paris estava sitiada pelo exercito alemão, judeus estavam sendo perseguidos e exterminados em campos de concentração. os pais de Joseph não tiveram outra escolha além de confiar os seus filhos a providência divina e torcer para que o melhor acontecesse.

Esse livro tem uma história emocionante e envolvente, capaz de mexer com os sentimentos mais íntimos do leitor. Eu fiquei presa na narrativa, imaginando cada situação descrita, me pondo no lugar daquelas crianças, mas principalmente de seus pais.

maxresdefault

Enquanto os jovens viam a situação como uma aventura, os pais se desesperavam em seu íntimo, afinal o mundo estar repleto de perigos a espreita e naquele tempo  o mal estava ainda mais perto.

Mas os pais de Joseph, já haviam passado pela mesma situação na Primeira Guerra Mundial, na época eles foram as crianças que saíram de casa em busca de abrigo, e como ambos tinham sobrevivido, imagino que eles esperavam que o mesmo acontecesse com os seus filhos.

joseph joffo

Em uma passagem do livro o autor fala anos depois, que era melhor que só dois fossem capturados, ao invés da família toda. Assim os 4 filhos foram mandados embora em pares, depois foi a vez de seus pais.

Eu ainda estou absorvendo a história, mas posso garantir a vocês que a experiência foi edificante.

Bjos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s