Resenha: A Garota Do Calendário (Dezembro)-Audrey Carlan

128720681SZ.jpg

Título: A Garota Do Calendário (Dezembro)

Autor: Audrey Carlan

Editora: Verus

Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance

ISBN: 9788576865339

Edição: 1º

Páginas: 160

Ano: 2016

Sinopse:

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro.
Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em dezembro, Mia irá a Aspen, a estação de esqui mais celebrada pelos americanos endinheirados. Um homem misterioso pagou uma bolada para que ela fosse até lá. E o que Mia vai encontrar nas montanhas geladas vai mudar sua vida para sempre.

Resenha:

Esse livro veio para amarrar as pontas que ainda estavam soltas dos volumes anteriores.

E incrível perceber o quanto a Mia amadureceu, a autora praticamente a transformou em uma outra personagem. Mas ainda assim, conseguimos ver resquícios daquela garota insegura e apaixonada.

Mia é pedida em casamento e aceita, nada muito romântico, até um pouco apressado ao meu ver.

O pai dela, finalmente acorda do coma, e com isso algumas conversas que estavam pendentes aconteceram, acabamos por descobri o real motivo pelo qual o pai da garota se endividou tanto… egoísta até o fim.

Os três irmãos estão reunidos e felizes, tudo está perfeito. Mia ganhou um sobrinho novo.

Mas claro, que a autora tinha que trazer a mãe de Mia a tona, para que tudo ficasse perfeito. Não sei se gostei da justificativa arranjada, até mesmo por que os questionamentos de Mia a respeito do que aconteceu são muito pertinentes e tiveram uma explicação meia boca.

O fato dela ser a única dos 3 irmãos, a não perdoar de pronto a mãe, e se jogar a seus pés, mostra mais uma vez a distinção que é feita entre ela e os outros, como se pelo fato de ser filha de dois pais problemáticos, ela fosse menos boa, que os outros que tinham o pai amoroso.

A posição da amiga de Mia foi interessante, ela abriu mão de um homem maravilhoso, por ele não aceitar o seu sonho, a sua profissão, isso foi fiel a personalidade que ela demonstrou ter durante toda a série.

O que mais gostei, e que cada um dos antigos clientes teve o seu final, alguns convencionais, outros alternativos, mas todos felizes.

O livro foi bom.

Bjos!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s