Resenha: O Velho e o Mar- Ernest Hemingway

114523580_1GG

Ficha Técnica: 

Título: O Velho e o Mar

Autor: Ernest Hemingway

Editora: Bertrand Brasil

Gênero: Literatura Estrangeira – Romance

ISBN: 9788528617986

Edição: 1º

Páginas: 224

Ano: 2013

Sinopse:

Dando início à renovação da identidade visual das obras de Ernest Hemingway, a Bertrand Brasil relança O velho e o mar, um dos principais livros de sua carreira. Título mais vendido do autor no Brasil, foi agraciado com o Prêmio Pulitzer, em 1954.Depois de anos na profissão, havia 84 dias que o velho pescador Santiago não apanhava um único peixe. Por isso já diziam se tratar de um salão, ou seja, um azarento da pior espécie.
Mas ele possui coragem, acredita em si mesmo, e parte sozinho para alto-mar, munido da certeza de que, desta vez, será bem-sucedido no seu trabalho.Esta é a história de um homem que convive com a solidão, com seus sonhos e pensamentos, sua luta pela sobrevivência e a inabalável confiança na vida.
Com um enredo tenso que prende o leitor na ponta da linha, Hemingway escreveu uma das mais belas obras da literatura contemporânea Uma história dotada de profunda mensagem de fé no homem e em sua capacidade de superar as limitações a que a vida o submete.

Resenha:

Romance escrito em 1951, em Cuba. É considerado como o melhor livro de Ernest Hemingway, de acordo com mais de 30% de seus leitores.

O romance teve um impacto tão positivo, que fez com que o seu autor ganhasse o Prêmio Nobel de Literatura, dois anos após a sua publicação.

O livro narra a história de vida de Santiago, um velho pescador, que se encontra a exatos 85 dias, sem pescar nenhum único peixe, o que faz com que os demais pescadores o considerem azarado.

Por causa de sua má sorte, o pai do garoto que o ajudava, obriga o mesmo a abandona-lo e a se juntar a um outro pescador. Mas o garoto é leal ao seu mestre e amigo, estando junto desse, em todos os momentos que lhe são permitidos.

A lealdade desse garoto é tocante, ainda mais porquê ele tem a sensibilidade de respeitar o momento de dificuldade que o velho está enfrentando, mas sem o humilhar, sem deixa-lo constrangido com a sua ajuda.

O velho, embora seja um homem simples, é dotado de uma inteligencia impressionante, ele sabe ler o mar, o céu, entende cada nuance de sua profissão. Ele é paciente, respeita o animal que está pescando, chega a ter admiração por aquela vida, desejando por vezes trocar de lugar com o peixe, que para ele é mais digno do que o homem.

Esse é um livro curtinho, mas cheio de significado, de reflexões. A determinação daquele homem é algo que emociona o leitor.

Essa foi uma excelente leitura.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s