Resenha: Marina – Carlos Ruiz Zafón

110042033GG

Ficha Técnica: 

Título: Marina

Autor: Carlos Ruiz Zafón

Editora: Suma De Letras

Gênero: Poesia

ISBN: 9788581050164

Edição: 1º

Páginas: 192

Ano: 2011

Sinopse:

Na Barcelona dos anos 1980, o menino Óscar Drai, um solitário aluno de internato, conhece Marina, uma jovem misteriosa que vive num casarão com o pai idoso. Em passeios pela cidade, os dois presenciam uma cena estranha num cemitério e se envolvem na resolução de um mistério que remonta aos anos 1940. Numa tentativa inútil de escapar da própria memória, Oscar abandona sua cidade. Acreditava que, colocando-se a uma distância segura, as vozes do passado se calariam. Quinze anos mais tarde, ele regressa à cidade para exorcizar seus fantasmas e enfrentar suas lembranças – a macabra aventura que marcou sua juventude, o terror e a loucura que cercaram a história de amor.

Resenha:

Marina, foi o meu primeiro contato com Zafón, e eu fiquei encantada com a escrita desse autor. O livro tem uma sensibilidade que me emocionou do inicio ao fim.

O personagem principal do livro é o Óscar, menino tímido que vive em um internato em Barcelona, ele tem pouco contato com sua família, além de poucos amigos, o que faz com que ele se sinta muito sozinho.

Um dia em que estava explorando as ruas próximas ao seu internato, ele se depara com um gato, um tanto estranho e resolve segui-lo, adentrando assim em um casarão que parecia até então abandonado.

Enquanto está explorando o local, ele acaba se assuntando com uma figura misteriosa que surgiu a sua frente. Ele acabou fugindo e levando consigo um lindo relógio de ouro. Tudo muda a partir desse evento, afinal de contas o menino se sente culpado por ter pego algo que não lhe pertencia, e resolve devolver o item. Assim ele teve a oportunidade de conhecer os moradores daquela casa misteriosa.

Óscar, nunca poderia imaginar as aventuras que se apresentariam a partir desse evento.

O menino descobre uma Barcelona nova, cheia de personagens cativantes, um pouco de suspense e até mesmo uma pitadinha de terror psicológico. Mas o mais importante foi a relação de amizade criada entre ele, Marina e German ( pai da Marina), que fez com que pela primeira vez ele se sentisse incluído e amado em um ambiente familiar.

Marina é uma garota curiosa, alegre, cheia de vida, mas que guarda um segredo. German, por outro lado é um homem sensível, que carrega uma grande tristeza, advinda da perda de sua amada esposa.

Durante todo o desenrolar da trama, eu criei mil teorias, alguns se mostraram próximas da realidade, mas a maioria passou longe das surpresas que o autor me proporcionou.

Eu estou encantada pela história, e louca para ter acesso a novos livros desse autor, que já se tornou um dos meus preferidos da vida.

Bjos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s