Resenha: Em Algum Lugar no Paraíso- Luis Fernando Verissimo

110283671GG

Ficha Técnica: 

Título: Em Algum Lugar no Paraíso

Autor: Luis Fernando Verissimo

Editora: Objetiva

Gênero: Literatura Brasileira-Contos E Cronicas

ISBN: 9788539002979

Edição: 1º

Páginas: 184

Ano: 2011

Sinopse:

Neste novo livro do mestre da narrativa curta brasileira, o leitor irá se deparar com situações inusitadas e questionamentos atemporais que permeiam a experiência humana. Nas 41 crônicas selecionadas entre 350 para Em Algum Lugar do Paraíso, todas inéditas em livro e escritas ao longo dos últimos cinco anos, Luís Fernando Veríssimo fala sobre a vida, a morte, o tempo, o amor, sempre com um ar nostálgico e repleto de reflexões acerca das escolhas feitas ao longo da existência.
A crônica que abre o livro traz Adão vivendo no eterno presente do Paraíso, sem passado, nem futuro, sem datas e preocupações. Isso até a chegada de Eva, que, apenas para puxar assunto, lhe teria perguntado: “que dia é hoje?”. Seria este o marco que tirou a eterna paz de Adão, introduzindo a humanidade ao complicado mundo que se conhece hoje.

Resenha: 

Livro contendo 41 crônicas, contando experiências, com base no cotidiano.

O autor aborda assuntos como o amor, morte, a passagem do tempo, dramas familiares, entre outros.

Dá para sentir o tom de nostálgica, que permeia cada crônica, sendo praticamente impossível não refletir sobre os acontecimentos apresentados. Como por exemplo na crônica em que um homem se depara com várias outras versões de si, cada uma seguiu um rumo diferente a partir das decisões que tomaram, mas acabou que ao se deparar com essas historias, ele notou que a sua não era nem de longe a pior apresentada.

Isso me fez ver, que muitas vezes a gente fica tão preocupado com o “e si”, que não nos damos conta que o passado não pode ser alterado, que não vale a pena viver da ilusão do que poderia ter ou não acontecido, o que podemos e lidar da melhor forma possível com a dadiva do presente, tomando cuidado com as escolha que fazemos, mas principalmente aproveitando o momento ao máximo.

É fácil haver uma identificação com algum dos personagens, todos tão próximos de nossa realidade, como por exemplo o papai-Noel do shopping, ou o casal de vizinhos. Tem situações bem inusitadas, como o homem que coloca uma câmera no elevador, para filmar o que os seus amigos falam dele, após cada jantar oferecido. Ficou claro que, as vezes a ignorância é uma benção.

O livro tem um tom divertido, e ao mesmo tempo profundo. A leitura me surpreendeu.

Bjos!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s