Resenha: O Último Adeus- Cynthia Hand

127105096_1GG

Ficha Técnica: 

Título: O Último Adeus

Autor: Cynthia Hand

Editora: Darkside Books

Gênero: Literatura Juvenil

ISBN: 9788594540027

Edição: 1º

Páginas: 352

Ano: 2016

Sinopse:

“Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio” – Tyler

O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz. O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes.

Resenha:

Lex, é uma garota de 18 anos, que está aprendendo a viver sem o irmão mais novo Tyler, que se suicidou na garagem de sua casa.

Além de lidar com toda a pressão do final do ensino médio, e com a tentativa de entrar em uma boa faculdade, Lex tem que vivenciar o luto, que se apresentou para ela de uma forma pouco comum.

É difícil para a garota se abrir com alguém, ela se afastou dos amigos, terminou com o namorado e não consegue conversar com a mãe, já que essa está sempre deprimida e dopada pelo álcool e pelos remédios para dormir.

Tyler, não se despediu, ele deixou apenas um post-it, com uma única frase, que não diz muito para quem está de fora, mas para quem está sentindo, isso pode ser visto como um mundo de emoções.

“Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio”

Os irmãos tinha uma grande afinidade, o que faz com que Lex se sinta ainda mais culpada, por não ter percebido os sinais claros, de que o irmão iria tentar se matar, afinal ele já havia feito isso antes, logo após o divórcio dos pais.

Ty, era um garoto sensível, que não soube lidar com a perda da estrutura familiar. Ele acabou ficando deprimido, chegando a internalizar muita coisa. Cada negativa aos seus desejos, era sentida de uma forma mais abrangente, do que se consideraria normal, mesmo para um adolescente.

Lex, passa a fazer terapia, é como ela se recusa a tomar uma medicação adequada para tratar da síndrome do pânico (forma que o luto se manifestou), seu terapeuta lhe apresenta a alternativa de escrever em um diário, todos os seus pensamentos, emoções,lembranças boas e ruins, extravasando assim um pouco da culpa que sente.

download (8)

No inicio parece que a escrita não a está ajudando, mas aos poucos a garota vai entendendo o real significado do que estar fazendo, assim como dos motivos do irmão, e do seu papel como irmã, e não como salvadora.

O livro aborda o suicídio de uma forma sensível, mostrando o dano causado para aqueles que ficam, que tem que descobrir uma forma de seguir adiante e não se penalizar por algo que estava fora de seu controle.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s