Resenha: As Cinco Pessoas que Você Encontra no Inferno- Rich Pablum

download

Ficha Técnica: 

Título: As Cinco Pessoas que Você Encontra no Inferno

Autor: Pablum,Rich

Editora: Arx

Gênero: Literatura Nacional

ISBN: 8575811592

Edição: 1º

Páginas: 112

Ano: 2005

Sinopse:

Um acidente absurdo num parque de diversões joga o velho e rabugento Teddy para o chamado ‘outro lado’ – não para o setor dos bonzinhos (o céu), mas para o confuso, desconfortável e pouco prestigiado inferno. Pior: os personagens com que ele depara são assustadoramente parecidos com alguns que ele já conhece muito bem: o homem que insiste em usar gírias moderníssimas, a vendedora irritantemente simpática… Seu calvário é tamanho que até o vice-presidente dos Estados Unidos surge em seu caminho – e lhe faz a mais inusitada das revelações… A temporada de Teddy no inferno é uma alucinante seqüência de situações hilariantes, em que as referências à cultura pop são usadas para demolir impiedosamente os lugares-comuns da sociedade contemporânea. Rich Pablum oferece ao leitor uma sarcástica, cruel e deliciosa paródia aos livros de auto-ajuda.

Resenha:

Rick Pablum, nos oferece uma sátira bem humorada a respeito do livro ” As Cinco Pessoas que Você Encontra no Céu”.

O autor tentou passar a ideia de que o conceito  de inferno, nada mais é, do que os problemas que enfrentamos diariamente em nossas vidas. Além é claro das diversas chateações que nos são impostas por terceiros que cruzam o nosso caminho, ou não.

Aqui temos a ideia de que inferno, diferente do conceito estabelecido pela igreja, não é nada além do mundo real. Não é portanto um conto de fadas imaginado, com demônios e anjos, punição e gratificação, perdição ou salvação.

Todos temos o nosso conceito particular de inferno, podendo ser aquela fila interminável no banco; o vizinho que teima em colocar música alta no fim de semana, ou no meu caso, uma festa lotada, com pessoas esbarrando e  derramando cerveja em cima da minha sandália novinha.

Enfim, inferno é a realidade diária, o mundo com suas limitações ( mesmo as auto-infligidas) e  com as criações sem sentido, que nada acrescentam em nossas vidas.

Bjos!

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s