Resenha: Fábrica de Vespas- Iain Banks

128831971_1gg

Ficha Técnica: 

Título: Fábrica de Vespas

Autor: Iain Banks

Editora: Darkside Books

Gênero: Ficção Científica

ISBN: 9788594540065

Edição: 1º

Páginas: 240

Ano: 2016

Sinopse:

Considerado um clássico moderno, eleito entre os cem romances mais importantes do século XX, nunca antes editado no Brasil. Leia se estiver preparado!
Narrado em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Frank, a estreia literária do autor escocês Iain Banks polarizou a crítica e os leitores quando foi publicada, em 1984. Considerado um dos grandes romances do século XX, o livro evoca tanto O Senhor das Moscas (1954) como Precisamos Falar sobre Kevin (2003). Fábrica de Vespas consegue produzir um olhar ao mesmo tempo bizarro, imaginativo, perturbador e repleto de humor negro sobre o que se passa dentro da mente em formação de um psicopata.

Resenha:

Que livro é esse minha gente? Fiquei chocada com a quantidade de informações que o autor trouxe a respeito da formação da personalidade de Frank ( o personagem principal).

Livro de  Iain Banks, lançado pela nossa querida Darkside, com uma qualidade impecável como sempre. Logo de cara temos uma capa intrigante que faz com que o leitor se sinta estimulado a comprar. A folha de guarda é linda e as imagens vão te deixar encantado com os detalhes.

128831971_3gg

O livro nos promete contar a história de Frank, deixando claro como esse garoto tornou-se um ser tão desprovido de emoções, ao ponto de matar sem nenhuma culpa. A questão é que desde de jovem o seu hobby era torturar e matar animais indefesos.

O mais interessante é que sue primeiro assassinato ocorreu quando ele tinha apenas 5 anos, vindo a matar mais duas pessoas nos 3 anos seguintes, parando logo em seguida. Ele saiu impune de todos os seus crimes, nunca chegou nem ao menos a ser questionada a possibilidade de que ele tivesse algo haver com aquelas mortes, apesar da estranha coincidência de sua presença em todas elas.

Isso se deve ao fato de que o garoto matava usando apenas a inteligencia. Ele dava pequenos empurrões no destino.

Fica claro que dificilmente essa criança teria algum tipo de salvação, vindo de uma família totalmente desestruturada envolta nos mais diversos problemas, até mesmo psicológicos.

“Entendi que é impossível vencer a água. Ela sempre vai triunfar no final, vazando, e se infiltrando, e transbordando, e corroendo, e inundando. Tudo que dá para fazer é construir algo que a desvie ou bloqueie o seu caminho por algum tempo, que o convença a fazer algo que ela não quer de verdade. A beleza vem da elegância que se encontra no meio- termo entre o rumo que a água quer seguir (…) e o que você quer fazer com ela.” pág. 38

Seu pai tinha compulsão em medidas, fazendo o garoto decorar cada medida e peso dos objetos de sua casa. Seu irmão por outro lado cresceu sendo um doce garoto, inteligente, estudante de medicina, até que a pressão de alguns fatos que ocorreram em sua vida e que ele presenciou, acabaram por leva-lo a loucura, passando então a se divertir queimando animais vivos e intimidar crianças.

Era com Eric, que Frank tinha o vinculo mais forte de amor. Ele admirava o irmão e o protegeria de tudo, apesar das consequências que isso viesse a acarretar.

Ocorreu um fato na infância de Frank, que faz com que ele lide de forma extremamente violenta com a frustração que sente em relação a vida que poderia ter e que nunca vai alcançar. Tudo piora quando ele recebe a notícia que seu irmão fugiu do hospital psiquiátrico que estava preso.

O final do livro é surpreendente e acaba por mudar completamente a visão do leitor sobre a trama. Ficando claro a repulsa de Frank pelas mulheres e sua fragilidade.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s