Resenha: A Garota Do Calendário (Julho)- Audrey Carlan

Ficha Técnica: 

Título: A Garota Do Calendário (Julho)

Autor: Audrey Carlan

Editora: Verus

Gênero: Literatura Estrangeira/ Romance

ISBN: 9788576865285

Edição: 1º

Páginas: 144

Ano: 2015

Sinopse:

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidasMia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em julho, Mia estará em Miami para ser a estrela principal do novo videoclipe do cantor de hip-hop Anton Santiago. Anton é lindo, confiante e está louco por Mia, mas, para ficar com ele, ela terá de resolver algumas questões do passado…

Resenha:

Nesse livro, Mia tem que lidar com o trauma sofrido no mês anterior, com o seu quase estupro. Mas a vida não pode parar e a garota acaba pegando um novo emprego em Miami, onde terá que lidar com Anton Santiago, um cantor de hip-hop, lindo, que exala sensualidade por onde passa.

O garoto logo se interessa sexualmente por Mia, mas ele é um homem correto e sabe respeitar o seu espaço e o momento em que ela está vivendo, ajudando a garota a superar o seu trauma, com uma boa dose de conversa e empatia.

Anton acaba sendo a grande surpresa desse livro, ele foge do esteriótipo dos cantores de hip-hop, sendo um homem caseiro, romântico, família, que valoriza as pessoas que estão a sua volta, buscando aprender com as suas histórias.

Dá para notar que a escrita da autora vem se aprimorando ao longo dessa saga, ficando cada vez mais envolvente e cheia de enlaces, fugindo um pouco do excesso de cenas eróticas do começo da trama e se aprofundando no lado psicológico dos personagens.

Heather e Maria são personagens coadjuvantes de grande relevância na trama. A primeira por mostrar que a mulher deve se valorizar e buscar o melhor para ela no campo profissional, mas sem se esquecer de balancear com o emocional. Deixando sempre claro para os que a cercão, qual é o seu ponto de vista. Já a segunda vem para auxiliar Mia, na superação de seu trauma, mostrando que mulheres que sofreram algum tipo de abuso, podem sim dar a volta por cima e voltarem a ser felizes, satisfeitas e sensuais.

” Todo mundo sabe que é mais fácil pedir perdão que permissão.” Pág. 122

Wes,  ressurge na trama. Nesse ponto, Mia se sente preparada para tomar uma decisão em relação ao gato.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s