Resenha:O Morro dos Ventos Uivantes-Emily Bronte

260x365_1398952336

Ficha Técnica: 

Título: O Morro dos Ventos Uivantes 

Autor: Emily Bronte

Editora: Landmark

Gênero:Literatura Estrangeira – Romances

ISBN:9788580700206

Edição: 1º

Páginas: 304

Ano: 2012

Sinopse:

Esta obra foi publicada em 1847 através do pseudônimo Ellis Bell. Hoje considerado um dos grandes clássicos da literatura universal, caracteriza-se como uma grande história de amor amaldiçoado e de vingança, e visto como a mais intensa história de amor já escrita na língua inglesa, tendo recebido fortes críticas quando de sua publicação no século 19.
Um ano antes de seu lançamento, as três irmãs Brontë – Charlotte, Emily e Anne – haviam publicado uma coletânea de poemas sob o nome de “Currer, Ellis e Acton Bell”. Nos círculos literários ingleses era crença generalizada que as “Irmãs Brontë” e os “Irmãos Bell” fossem as mesmas pessoas. No entanto, o simples crédito deu margem a controvérsias: qual das irmãs Brontë seria qual dos irmãos “Bell? Correntes de críticos afirmavam que os três pseudônimos pertenciam na realidade à Charlotte Brontë; outros sugeriam que os demais pseudônimos “Bell” não se relacionavam com nenhuma das irmãs, e se referiam a seu Irmão, Branwell.

w-heights1
Críticos da época reagiram com indiferença a O Morro dos Ventos Uivantes, comparando-a desfavoravelmente com “Jane Eyre”, de Charlotte Brontë, enquanto outros achavam o livro excessivamente mórbido e violento. Finalmente, a reavaliação crítica gradual encabeçada pela própria Charlotte resultou no reconhecimento do gênio de Emily e na aceitação de “O MORRO DOS VENTOS UIVANTES” como uma obra-prima singular, representando um distanciamento radical da tradição vitoriana de romance, uma vez que – é fortemente influenciado pelo estilo de lorde Byron e Percy Shelley, em suas poesias, e pelo ar gótico e rebuscado de Horace Walpole (autor do primeiro romance gótico “O Castelo de Otranto”) e por Mary Shelley (autora de “Frankenstein” e “O Último Homem”).
O Morro dos Ventos Uivantes possui características ímpares diante de seus contemporâneos: enquanto outros se baseavam em ações complexas, geralmente tortuosas, sua estrutura dramática é resultado do choque de vontades, através de uma rica mistura de romantismo e realismo, transbordando de paixão, turbulência e misticismo.
Este livro já foi adaptado mais de vinte vezes para o cinema, rádio e televisão. A versão de William Wyler de 1939, estrelada por Merle Oberon como Cathy e Laurence Olivier como Heathcliff, é considerado um dos grandes clássicos do cinema até os dias de hoje.

Resenha:

wuthering-heights-2011

 

O Morro dos Ventos Uivantes foi o único livro escrito por Emily Brontë, lançado em 1847 foi alvo de críticas, mas com o passar do tempo passou a ser considerado um clássico da literatura inglesa.

O livro é contado a partir da visão de Ellen Dean, a governanta que acompanhou toda a história de amor e tragedia de Heathcliff e Catherine. Ela dá uma versão parcial dos fatos para o locatário da Granja da Cruz dos Tordos, quando esse se encontra adoentado.

Heathcliff, era um pequeno órfão cigano quando foi acolhido pelo patriarca da família Earnshaw.

Não fica claro em nenhum momento o motivo pelo qual o garoto foi acolhido, o leitor pode chegar a supor que a viajem que o Sr. Earnshaw fez foi unica e exclusivamente com o intuito de ir buscar a criança, mas isso nunca saberemos, não passando apenas de meras suposições.

20491606-jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxx

O fato é que a preferencia pelo garoto fez com que o filho mais velho de Earnshaw, cria-se verdadeira aversão ao menino, chegando mesmo a agredi-lo fisicamente em vários momentos da trama. Já Catherine, viu em Heathcliff um companheiro para suas brincadeiras, os dois se identificavam, pois tinham espíritos livres e aventureiros.

Após a morte do Sr. e a Sra. Earnshaw, Hindley vê a possibilidade de revanche contra o seu adversário, o rebaixando as situações mais degradantes. Isso fez com que Catherine não tivesse coragem de assumir o seu amor pelo garoto, vindo a se casar com outro.

A partir desse ponto a trama se desenrola de forma surpreendente, algumas reviravoltas são apresentadas pela autora, mantendo o leitor preso a leitura. Esse foi um dos melhores livros que tive a oportunidade de ler esse ano. Espero que vocês venham a conhece-lo algum dia.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s