Resenha: Menina Má-William March

menina-ma-verso

Ficha Técnica: 

Título: Menina Má

Autor: William March

Editora: Darkside Books

Gênero:Literatura Estrangeira – Romances

ISBN: 9788566636819

Edição: 1º

Páginas: 272

Ano: 2015

Sinopse:
Será a maldade uma semente dentro de nós?
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola?
A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
Menina Má é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

Resenha:

menina-ma-002

Que livro emocionante. publicado inicialmente em 1954, Menina má, logo ganhou uma adaptação pro cinema, que foi um grande sucesso, embora tenha ocorrido algumas alterações no enredo, em parte deixando mais sucinta a trama, em parte modificando o final, para se adequar ao que era exigido na época.

Menina Má, relata a história de Rhoda, menina de 8 anos, a primeira vista a garota é tudo o que os pais poderiam querer, obediente, responsavel, auto suficiente, educada, seu sorriso e jeito de ser encantava a todos a sua volta.

Mas a garota causava certo estranhamento nos pais, esses tinham uma sensação incomoda com a independência exagerada da menina, seu jeito manipulador de reagir exatamente como as pessoas esperavam, sua facilidade para mentir visando alcançar alguma vantagem, ela era precoce para a idade é um fato, mas ate que ponto isso poderia ser considerado normal?

O livro tem um tom de suspense, que vai aos poucos sendo revelado, tornando a obra assustadora e violenta, mas de um jeito bom.

A maioria dos personagens tem um lado psicológico que vai sendo abordado a medida que a obra se encaminha para o final. A garota perversa, com total ausência de sentimento, a mãe fraca com um passado obscuro que tem que lidar da melhor forma possível com as descobertas que faz. A vizinha enxerida que sempre está a analisar todos a sua volta. Seu irmão homossexual que retrata uma suposta preferencia do autor.

12804857_563588730466323_1955254879837015265_n

Temos ainda Leroy, o faz tudo do prédio, que sofre de esquizofrenia, deixando claro a sua mania de perseguição. Ele atormenta todos os moradores, mas dedica especial atenção a Rhoda, por quem nutre admiração, medo e amor.

Logo de inicio temos um crime, que logo de cara fica claro quem cometeu, mas como imaginar que uma garotinha fosse capaz de cometer um ato tão cruel contra um semelhante. Isso é explicado em duas linhas, uma que revela sua o passado dos antepassados da garota e outro que traz uma analise psicológica de um psicopata, embora na época o termo ainda não fosse bem conhecido e nem aceito pela comunidade cientifica.

028badseed
The Bad Seed (1956) Directed by Mervyn LeRoy Shown: Patty McCormack (as Rhoda), Nancy Kelly (as Christine Penmark)

O mais interessante do livro não é o caráter de Rhoda, mas sim a transformação que ocorre com sua mãe. Como o peso do conhecimento a destrói, fazendo com que ela tome uma decisão trágica, como sua única saída viável. A decadência dessa personagem é vista inclusive em seus aspectos físicos.

O amor de uma mãe por uma filha e capaz de tudo? Até que ponto pode-se proteger alguém? E se essa pessoa se mostra irrecuperável, o que deve ser feito para impedi-la de prosseguir em sua carreira de crimes? Todas essas perguntas são respondidas no livro. Eu simplesmente me apaixonei pela escrita do autor, embora alguns pontos foram abordados  repetidamente, tornando a leitura cansativa em parte.

Bjos!

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s