Resenha: A Invenção de Hugo Cabret -Brian Selznick

download (1) - Copia

Ficha Técnica: 

Título:A Invenção de Hugo Cabret

Autor: Brian Selznick

Editora: SM

Gênero: Literatura Infanto-Juvenil

ISBN: 9788576752035

Edição: 1º

Páginas: 533

Ano: 2007

Sinopse:

 

Prepare-se para entrar em um mundo onde o mistério e o suspense ditam as regras. Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930.
esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar: escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas.

invencaodehugocabret2
A sobrevivência de Hugo depende do anonimato: ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto.
Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta intrincada e imprevisível história, que, narrada por texto e imagens, mistura elementos dos quadrinhos e do cinema, oferecendo uma diferente e emocionante experiência de leitura.

Resenha:

Hugo é um garoto inteligente, órfão,  com dom para consertar objetos, que  se encontra sozinho em uma estação de trem após a morte do pai e o sumiço do tio alcoólatra.

fondo3_1152x864 - Copia

Hugo assumiu para si a responsabilidade de manter os relógios da estação em funcionamento, desta forma ele poderia continuar morando em um quarto que antes era ocupado por seu tio, o garoto recebia os cheques correspondente ao salário de seu tio, mais por não saber como desconta-lo ele tinha que cometer pequenos delitos para sobreviver, roubando comida sempre que possível, catando moedas e se apropriando das roupas que eram esquecidas.

O seu pai era um homem digno, que ensinou para o garoto como consertar relógios na loja que eles tinham, também lhe falou do automato que tinha nos porões do museu, local onde mantinha um segundo emprego de meio turno.

Hugo se encantou pelo pequeno automato, assim como seu pai que tentou a todo custo conserta-lo, vindo inclusive a perecer no museu durante um incêndio. Assim o garoto passou a acreditar que se consertasse o automato, esse lhe escreveria a última mensagem de seu pai.

hugo-cabret-4

O que há de mais agradável no livro e a mescla entre a história escrita e as imagens que refletem cada palavra com precisão inigualável.

O livro começa intenso, com uma história bem construída, aí vai perdendo o foco, se tornando enfadonha, diria até um pouco massante, voltando várias vezes no tempo. O final é decepcionante.

As crianças da obra, são espertas mas também mentirosas, arrogantes, desconfiadas e ladras. Sempre escondendo informações e se apropriando das coisas que não lhes pertencem.

O livro é mediano, não chega agradar de todo mas também não me desagradou de fato.

Bjos!.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s