Resenha: Harry Potter e a Câmara Secreta-J. K. Rowling

1.jpg

Ficha Técnica: 

Título: Harry Potter e a Câmara Secreta

Autor: J. K. Rowling

Editora: Rocco

Gênero: Literatura Juvenil

ISBN: 853251166X

Edição: 1º

Páginas: 252

Ano: 2000

Sinopse:

11.jpg

É pura magia! Aranhas gigantes, cobras que matam só com o olhar, varinhas mágicas com defeito… Muitas histórias contribuem para que o leitor se encante com Harry Potter e a câmara secreta, onde ele vai reencontrar todos os pequenos heróis e amigos do livro anterior. Mas isto não será para sempre. J. K. Rowling, a autora da saga de Harry Potter, já avisou que até o sétimo livro da série, que promete ser o último, alguns personagens do bem vão morrer.
A trama de Harry Potter e a câmara secreta começa com o pequeno feiticeiro passando as férias na casa de seus tios trouxas (não-bruxos) e sendo, como sempre, muito maltratado. Seu aniversário de 12 anos é o pior de todos: ninguém o cumprimenta, não ganha nenhum presente, nada. O garoto, órfão de pai e mãe, chega a cantar Parabéns pra você baixinho como se quisesse, ele próprio, provar que está vivo. Para piorar, os tios o prendem num quarto cercado de grades com direito a apenas uma refeição por dia – que ele divide com sua coruja, igualmente encarcerada numa gaiola.
De repente, aparece um carro voador com amigos feiticeiros que livram Harry Potter dessa amargura. Essa é apenas a primeira cena em que Joanne brinca com situações-limite. Todo o livro é permeado de quase-desgraças e é, por isso mesmo, quase impossível parar de ler. A empreitada, dessa vez, consiste em localizar uma câmara secreta e liquidar o monstro que está atacando estudantes do colégio Hogwarts, no qual os pequenos feiticeiros estudam magia e se divertem aprendendo, por exemplo, a transformar as plantas usando adubo de dragão.

4 Para Harry, garoto sem família e rejeitado pelos tios, Hogwarts é tudo. Portanto, quando colegas, e até professores, começam a desconfiar que ele tem alguma participação nas tragédias que estão acontecendo no colégio, a situação fica mais complicada. Até Hermione, amiga querida de Potter, é atacada pelo monstro e se transforma numa estátua. Só resta ao nosso herói tentar resolver o mistério por conta própria. Mais uma vez, ele enfrenta o terrível bruxo das trevas e… O final é surpreendente e muito divertido.

Resenha:

Harry Potter e a Câmara Secreta é o segundo volume da série. O livro começa com Harry na casa dos tios, passando as férias, sendo  maltratado  como o de costume. Um momento particularmente triste é quando Harry começa a cantar parabéns para si, uma vez que é seu aniversário e pelo que parece ninguém lembrou, nem mesmo os seus amigos.

444.jpg

Após o desastre do jantar dos Dursley, a situação do bruxinho piora consideravelmente, ele é preso no quarto, com grades e passa a receber apenas uma pequena refeição, geralmente sopa aguada, por dia. Isso tudo porquê Dobby, o elfo doméstico mais querido que existe resolveu fazer a sua primeira aparição.

Dobby tenta salvar Harry de um destino terrível durante todo o livro, só que ele acaba sempre metendo o garoto em apuros, seja a torra que cai em cima da visita, a passagem 9 3/4 que se fecha e não permite a passagem de Harry e Rony, fazendo com que eles peguem o carro voador e quase sejam mortos pelo salgueiro lutador, ou mesmo o balaço adulterado.

2

Temos também a primeira aparição de Lucio, homem arrogante com complexo de superioridade. Agora sabemos a quem Draco puxa. Assim como a de Colin, da Murta que geme e de Gilderoy Lockhart.

Novamente as cenas mais fortes do livro, foram suprimidas no filme: Harry passando fome, Sr. Wesley batendo em Lúcio, alguns personagens secundários que foram petrificados e simplesmente nem apareceram.

Nesse novo ano Harry com a ajuda de seus amigos, terá que descobrir o segredo da Câmara Secreta, que mostro ela guarda e quem o controla. Mas antes ele se tornará o principal suspeito, afinal de contas ele conhece a língua das cobras, poder do fundador de Sonserina e do próprio Lord das Trevas. Esse fato é descoberto em meio a um duelo entre Harry e Draco.

22

É estranho perceber que o garoto apesar de sempre se mostrar uma ótima pessoa, prestativo, leal e amigo, apesar disso ele sempre recebe em troca a desconfiança de todos, mesmo os mais próximos, como se todos esperassem o pior dele.

De qualquer forma, Harry enfrenta todos os perigos, luta com o mostro e o derrota, com uma ajudinha da fênix de Dumbledore, tem mais um encontro com Voldemort e sobreviveu para contar, destruiu o diário, além e claro de salvar a mocinha, vindo a  receber as devidas honras.

3

Porem em alguns momentos eu fiquei incomodada com a história, um exemplo e ao perceber que Hagrid foi injustiçado, perdeu a sua varinha, foi expulso da escola e apesar de ficar provado que ele não era o culpado, ele não teve nenhum reconhecimento e nem pedido de desculpa, ele permanece sem varinha. Tem também o fato de Dobby precisar receber uma peça de roupa dada por seu dono para ser liberto, Harry trapaceia, faz com que Lucio entregue o diário com a meia dentro para Dobby e esse se ver então livre. Não tinha que ser um presente? me pareceu que deveria ser intencional, não?

33

O pior foi o fato de Hagrid ter sido preso em azkaban sem que houvesse nenhuma prova concreta e nem ao menos um julgamento.

De qualquer forma eu mais uma vez me encantei com a história, senti que a escrita da autora ficou um pouco mais adulta, mas detalhista, mas isso só engrandeceu ainda mais a obra.

Mal posso esperar para começar O Prisioneiro de Azkaban.

Até a próxima.

Bjos

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s