Resenha: A Arte de Pedir- Amanda Palmer

download

Ficha Técnica: 

Título: A Arte de Pedir

Autor: Amanda Palmer

Editora: Intrinseca

Gênero: Biografias e Memórias 

ISBN: 9788580576894

Edição: 1º

Páginas: 304

Ano: 2015

Sinopse:

1111

Cantora e compositora, ícone indie, feminista, mulher de Neil Gaiman, agitadora e mobilizadora de multidões online: Amanda Palmer é um retrato perfeito da boa conexão entre o artista e seu público. Após desligar-se de sua gravadora, Amanda recorreu ao então recém-lançado Kickstarter, site de financiamento coletivo, para conclamar os fãs a colaborar financeiramente para a produção do próximo álbum de sua banda. O projeto arrecadou mais de 1 milhão de dólares, recorde que chamou atenção tanto da imprensa como da indústria fonográfica. Desse episódio surgiu o convite para uma celebrada palestra nos TED Talks. O tema: saber pedir.

Desdobramento inevitável da palestra homônima, o livro A Arte de Pedir trata essencialmente de recorrer ao outro, sem temor, sem vergonha e sem reservas.

Por que não pedimos ajuda, dinheiro, amor, com a mesma naturalidade com que pedimos uma cadeira vazia num restaurante ou uma caneta, na rua, para fazer uma anotação?

11

Pedir é digno e necessário, e é a conexão entre quem dá e quem recebe que enriquece a vida humana, defende Amanda. Longe de ser um manual sobre como pedir, o livro é uma provocação bem-vinda e urgente, que incita o leitor a superar seus medos e admitir o valor de precisar e doar ajuda, sempre.

– O vídeo da palestra de Amanda Palmer nos Ted Talks, “The Art of Asking”, que deu origem ao livro, já foi visualizado por mais de seis milhões de pessoas no mundo inteiro.

– Segundo Neil Gaiman em entrevista à revista Galileu, metade das encomendas da edição americana de A Arte de Pedir foi feita por compradores brasileiros.

Resenha:

1

Esse é um livro biográfico e ao mesmo tempo de memórias, onde Amanda Palmer ( cantora, compositora, escritora, artista de rua e mulher de Neil Gaiman) relata fatos emocionantes de sua vida.

Inicialmente nos deparamos com um relato do inicio de carreira da cantora, quando ela decide largar a faculdade que não a agradava e tentar ganhar a vida como artista. Claro que ela passou por muitos percalços, os desafios não foram poucos mas ela os enfrentou de frente, sempre com uma leva na alma e um sorriso no rosto.

111111

Amanda foi artista de rua, trabalhando como estatua viva, onde interpretava uma noiva ( a noiva de  2 metros e meio), nesse período ela ganhou dinheiro suficiente para se manter enquanto fazia pequenas apresentações. Ela relata em alguns capítulos de seu livro as alegrias de interpretar a noiva, como também os momentos de dissabores, onde os pedestres a agrediam verbalmente e a ameaçavam as vezes, mas segundo ela o que mais doía era não ser reconhecida como a artista, que estava ali atuando.

Amanda criou ao longo de sua carreira uma relação solida com seus fãs, esses sempre a apoiaram e quando ela pediu eles financiaram seu disco (sem participação de gravadora), eles doaram 1 milhão de dólares para esse projeto, sendo essa a maior arrecadação até então feita no segmento.  Os críticos não conseguiram entender o motivo dela ter arrecadado tanto. Ela passou a ser tachada de exploradora, aproveitadora, uma artista praticando a mendicância. Mas como ela mesmo explicou posteriormente, ela pediu aos seus fãs para financiar o seu sonho e em troca eles receberiam CDs e outros produtos (de acordo com o pacote comprado), sendo esse apenas um empréstimo, baseado em uma relação de fé. Você me dar o dinheiro e assim que o produto estiver concluído eu lhe envio. Ela entregou todos os produtos vendidos.

11111

Amanda é uma mulher admirável, com uma politica de vida alternativa, ela não tem medo de pedir algo quando precisa, ela tem consciência que as pessoas vão ajuda-la se ela der essa chance a elas. Eu não conhecia essa artista, mas após ler o livro passei a me interessar muito por sua obra, ela tem músicas excelentes. É fiel ao que diz, generosa e versátil.

No livro nos deparamos com a Amanda artista e com a mulher, essa última tem mais peso na história.

Ela conta sua história com Neil Gaiman, seu atual marido. Eu era fã dele, mas nunca o vi como um ser humano comum até ler essa obra, eu sempre o via como o autor de alguns dos melhores livros de fantasia que já tive oportunidade de ler. Agora o vejo como um homem sensível com uma alma de criança. Simplesmente adorei essa mudança.

Super recomendo a leitura de A Arte de Pedir.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s