Resenha- Princesa Sultana: Sua vida, sua luta- P. Sasson, Jean

 

kffk

Ficha Técnica: 

Título: Princesa Sultana

Subtítulo: Sua vida, sua luta

Autor: P. Sasson, Jean

Série: Livro III de A vida Secreta das Princesas Árabes

Editora: Best Seller

Gênero: Biografia, Diários, Memorias & Correspondências

ISBN: 9788576844259

Edição: 1º

Páginas: 304

Ano: 2004

Sinopse: Impressionante e comovente, este volume completa a Trilogia da Princesa, em que a escritora Jean P. Sasson registra o depoimento de uma nobre árabe que se esconde sob o pseudônimo de Sultana. Os nomes dos protagonistas da história foram trocados, mas os acontecimentos são rigorosamente reais, revelando as atrocidades cometidas contra as mulheres sob o olhar complacente do clero e das autoridades políticas da Arábia Saudita. Aqui Sultana revê um momento decisivo de sua vida, quando quase sucumbiu à depressão e ao alcoolismo. Ao seu redor, desenrolavam-se situações dramáticas: entre muitos outros acontecimentos, ela vê sua sobrinha ser dada em casamento a um homem de sórdido passado; descobre que o primo mantém adolescentes presas num harém; assiste à brutal execução de duas mulheres sob acusações levianas. Cenas de horror como essas acabam por arrancar a Princesa Sultana do torpor e a fazem assumir seu compromisso pela dignidade feminina no mundo árabe ? um papel que ela desempenha corajosamente até os dias de hoje.

Resenha: 

Esse é o último livro da trilogia, que conta a história de vida da princesa Sultana, uma princesa árabe.

Sultana se encontra relativamente mais madura, em um casamento estável , suas filhas já adolescentes, ela está então com 40 anos de idade.

Nesse ponto de sua vida, a protagonista começa a questionar o que fez de bom, de importante. Passa então a ser assobrada em sonhos pela figura de sua mãe que morreu á 24 anos, quando ela tinha apenas 16 anos de idade. Sua mãe lhe questiona em sonho o que ela fez de sua vida, se está feliz com quem é, e fala que ela poderia ter sido mais do que foi.

Atordoada por esse pensamento e desiludida com a situação em que as mulheres de seu país se encontram, Sultana recorre ao álcool, na tentativa vá de entorpecer a sua dor. Por um breve momento ela quase se entrega completamente ao vício, sendo impedida, em parte pela ajuda de sua irmã Sara e de seu marido Harem.

Nesse livro vemos assuntos novos sendo discutidos, mas sem nunca sair da temática do sofrimento feminino. Sultana trata de de revelar que é cada dia aumenta mais o número de mulheres alcoólatras na família real, muitas delas são rechaçadas pelo marido e pela família,passando a vivendo a margem do grupo social em que estavam inseridas.

Essa passou a ser então a desculpa para os homens abandonarem suas esposas, que lhe trazem vergonha e procurarem jovens garotas com quem vinham a se  casarem novamente.

A pesar do lapso temporal entre aos três livros, podemos observar que em nada melhorou a situação da mulher, que ainda é vista como objeto, servindo muitas vezes apenas para aplacar o desejo imoral dos homens que se dizem justos e misericordiosos.

Pude me informar um pouco mais sobre os ritos da justiça árabe, que permite que um assassino ou seja punido com a mesma pena ( morte) ou que converta sua pena em pagamento (dinheiro de sangue) a família da vitima, essa tem que concordar com a troca, havendo então o perdão pelo crime cometido.

Nota-se também que tornou-se um costume mais aplicado entre a família real, e os demais homens ricos do país, a compra de mulheres árabes ou não, para a satisfação de seus impulsos sexuais mais violentos. Geralmente essas mulheres são compradas em países próximos, entre as famílias de baixa renda. Sabendo elas desde a compra, que passaram a ser objetos de seus donos, que podem fazer com elas o que bem entenderem. Elas são compradas virgens, geralmente ainda crianças ou no inicio da adolescência. São então violentadas de forma brutal, por seus supostos donos e os familiares e amigos deles, em verdadeiras orgias do terror.

Sultana descobre que um de seus primos, mantém um harém, de jovens garotas, uma com apenas 8 anos de idade, que são abusadas por esse e seus filhos, enquanto sua esposa fecha os olhos e até aprova tal comportamento, justificando que os homens precisam liberarem seus impulsos e que as mulheres foram devidamente compradas de seus pais, sendo o negócio legitimo e de cunho estritamente pessoal, em que ninguém deve se meter, nem as autoridades se metem nesses assuntos.

Acaba que a princesa e suas irmãs presenciam o estupro de uma jovem de 14 anos, por seus 3 sobrinhos. Sultana então munida de uma força e determinação nova resolvi intervir em favor da garota, ao qual quase todas as suas irmãs, esposo e cunhados a seguem. Até mesmo a mãe de um dos garotos, a outra porém ficou do lao do filho, dizendo que ele tinha que liberar seus fluidos para que não vie-se a ter a sua saúde prejudicada, mostrando verdadeira ignorância.

Forma-se então a corrente de proteção da princesa Sultana, formada por mulheres, com intuito de proteger qualquer mulher que venha a se mostrar em perigo. Ela passa então a  ter um objetivo, uma causa e principalmente coragem para enfrentar a sociedade em prol de suas iguais.

Este livro se mostrou tão rico quanto os anteriores, trazendo uma série de elementos novos, da cultura ( inclusive a dos nômades, que ainda existem na região), da religião e sua aplicação, das leis, dos fanáticos religiosos que perseguem e julgam os demais e da nova, porém velha realidade das mulheres árabes.

Eu adorei toda a coleção, dei inicio a leitura da mesma no inicio da ano. Infelizmente fiquei com o sentimento de incompletude da história, uma vez que o final do terceiro livro mostra uma virada radical na vida da princesa, sendo portanto necessário que haja um complemento do que aconteceu depois da decisão que foi tomada.

Espero que um dia Sultana sinta a necessidade de publicar um novo livro, contando o que se passou depois. Mas por enquanto só tenho a agradecer a oportunidade que tive de tomar conhecimento de tão grandiosa história de vida, dessa princesa que passou a ser objeto de minha admiração.

Espero sinceramente que vocês venham a ler a trilogia, e que se encantem por ela, como eu me encantei.

Bjos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s