Resenha: O Oceano no Fim do Caminho- Neil Gaiman

11

Ficha Técnica: 

Título: O Oceano no Fim do Caminho

Autor: Neil Gaiman

Editora: Intrinseca

Gênero: Ficção Fantasiosa

ISBN: 8580573688

Edição: 1º

Páginas: 208

Ano: 2013

Sinopse:

Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam – e não deveriam – compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível – as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Resenha:

Uma das melhores leituras feitas esse ano.

O autor nos leva a recordar a infância, aquele momento em que os sonhos e a fantasia se misturam com a realidade.

O livro é tão bem escrito, que em determinado momento você não tem mais certeza do que é real e do que não é.

Você simplesmente opta por acreditar que toda aquela narrativa é real.

O livro começa com o personagem principal perdendo alguém da família, não se sabe bem quem é, o autor não deixa esse fato claro (acredito que tenha sido a esposa e os filhos em um acidente de carro), nesse momento ele passa a lidar com a perda de uma forma fantasiosa.

Inicialmente ele busca conforto em lugares que marcaram a sua infância: a antiga casa dos pais, a casa da melhor amiga de infância.

Então ele foge da realidade criando uma versão fantasiosa, fantástica dos seus 7 anos de idade, período que foi muito conturbado, onde ele sofreu algumas agressões físicas do pai, em que a mãe teve que trabalhar fora e acabou sendo traída, em que pessoas estranhas passaram a morar em sua casa como hospedes, sendo que uma veio a roubar o carro de seu pai, cometendo suicídio dentro do mesmo.

Nesse ponto fica claro como a leitura o influenciou. Todos os livros que ele cita de alguma forma passam a fazer parte do mundo de magia e sonhos que ele cria.

No livro há a existência de 3 mulheres que moram no fim do caminho de sua casa. Uma avó, mãe e sua filha ( sua amiga), elas são vistas como uma espécie de porto seguro. O garoto as descreve como as tecelãs do destino ( não usa esse termo no livro, mas a história demonstra a influência dos mitos gregos, onde 3 mulheres tecem os fios da vida e da morte de todos).

O livro é simplesmente maravilhoso, me emocionei muito com a leitura, em vários momentos desejei protelar a leitura ao máximo, para assim manter aquela sensação agradável de prazer que estava tendo com a leitura.

Por causa desse livro eu  me tornei fã do Neil Gaiman.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s