Resenha: A Série Divergente: Convergente

A Série Divergente: Convergente

1

Ficha Técnica

  • Titulo Original: The Divergent Series: Allegiant
  • Lançamento: 2016
  • Duração: 121 min
  • Gênero: Ação/ Romance/ Terror
  • Dirigido por: Robert Schwentke
  • Elenco: Shailene Woodley, Zoë Kravitz, Naomi Watts, Theo JamesSinopse

Sinopse:

22

Após as revelações que abalaram Chicago em Insurgente, Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) querem sair da cidade e ver o que há além do muro. Pela primeira vez, eles irão deixar a cidade e a única família que já conheceram para trás, a fim de encontrarem uma solução lógica e pacífica para os conflitos na cidade. Uma vez fora, descobertas antigas serão rapidamente expostas e segredos chocantes vão ser revelados. Tris e Quatro agora devem decidir rapidamente em quem podem confiar numa batalha cruel, que infla e, que vai além dos muros de Chicago, e que pode abalar toda a humanidade. A fim de se salvar e a todos, Tris será forçada a fazer escolhas impossíveis de coragem, sacrifício, amor e lealdade. Ultrapasse os limites do seu mundo.

Resenha:

11

Terceiro filme da Série Divergentes, baseado nos livros da autora

O filme dar sequência a jornada de Tris, que após derrubar o governo de Janine, decide ver o que estar além dos muros que separam a cidade de Chicago do restante do mundo. Para isso ela vai contar com a ajuda do Quatro, além da de seu irmão ( que ela vai resgatar de uma sentença de morte) e vários outros personagens que já lhe auxiliaram nos filmes anteriores.

O filme não traz nenhuma inovação relevante na história. Tris continua sendo a escolhida, com um fardo  enorme, sempre tendo que tomar a decisão de iniciar uma jornada incerta, sem nenhuma garantia de sucesso. Além é claro do clichê da garota que se ver encantada com o novo, que decide apoiar os lideres até descobrir que esses escondem algo, começando então uma investigação que cominara em uma guerra de proporções épicas que vai mudar o destino de todos e a forma desses verem o mundo.

111

Os primeiros 20 a 30 minutos do filme foram muito bons, o que me deixou com uma grande expectativa, uma vez que as cenas de ação foram melhores elaboradas e tiveram um maior impacto. Mas após esse período o filme descamba, passa a ter diálogos monótonos, a atuação de quase todos os atores fica forçada, como se eles não estivessem comprando a ideia do diretor.

2

Até mesmo os efeitos perdem a qualidade. O CGI passa a ser um acessório inútil que foi inserido na história sem nenhum proposito evidente. Apenas a trilha sonora é digna de nota, sendo a melhor coisa do filme.

Talvez os fãs da série venham a gostar do filme, uma vez que ele manteve a narração dos filmes anteriores mudando apenas o cenário.Mas para quem não conhece a série e nem assistiu os demais filmes, acredito que seja quase impossível gostar de um enredo tão fraco.

Bjos!

 

 

 

Um comentário em “Resenha: A Série Divergente: Convergente

  1. Eu adoro dos filmes da serie Divergente. Realmente vale a pena todo o trabalho que a produção fez, cada detalhe faz que seja um grande filme. Eu li o livro e acho que é uma boa idéia fazer este tipo de adaptações cinematográficas. Para mim a escolha do elenco foi o melhor. Acho que é um dos melhores Naomi Watts filmes que eu vi até agora. A verdade foi uma surpresa pra mim, já que foi uma historia muito criativa que usou elementos innovadores. Mais que filme de ação, é um filme de suspense, todo o tempo tem a sua atenção e você fica preso no sofá. Se alguém ainda não viu, eu recomendo amplamente, vocês vão gostar com certeza.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s