Resenha: A Revolta da Sucata- Laura Bergallo

2

Ficha Técnica: 

Título: A Revolta da Sucata

Autor: Laura Bergallo

Editora: Garamond 

Gênero: Infantil

ISBN:9788576173076

Edição: 1º

Páginas: 111

Ano: 2013

Sinopse:

Quem poderia imaginar, mesmo nos sonhos mais esdrúxulos, uma insurreição de celulares antigos descartados?
Quem poderia sequer sonhar com aparelhos “ultrapassados” exigindo ser tirados do ostracismo e do lixo?
A Revolta da Sucata conta a incrível, mas quiçá não impossível aventura de toda uma linha de smartphones que não admitem ceder o lugar para gadgets mais modernos – que, segundo eles, de superiores realmente não têm nada, e cujo sucesso se deve apenas ao marketing agressivo e à propaganda maciça. A Revolta da Sucata é uma história movimentada e antenadíssima, que fala de consumismo e obsolescência forçada, de desperdício de energia e de recursos, e da geração desenfreada de toneladas de resíduos nocivos. É a nossa história, talvez?

Resenha:

Livro intrigante, que aborda um tema muito atual.

A Revolta da Sucata é aquele tipo de livro que após a leitura você precisa parar um tempo e simplesmente absorver todo o conceito do que estar sendo transmitido.

Nessa obra incrível, a autora Laura Bergallo conseguiu discutir de uma forma leve e ao mesmo tempo direta, o problema do consumismo desenfreado que vem associado as pesadas campanhas de marketing, feitas nos meios de comunicação e ao mesmo tempo a questão da obsolescência programada, termo esse desconhecido por grande parte da população.

Obsolescência programada, como a própria autora explica em sua obra, nada mais é, do que a decisão consciente do produtor de desenvolver ou fabricar um produto, que dentro de um determinado espaço de tempo ( geralmente muito curto) vai se tornar obsoleto, ultrapassado, ou vai perder a sua funcionalidade, forçando assim o consumidor final a adquirir uma nova geração daquele produto que ele já possuía. Esse novo produto vai conter algumas alterações superficiais, geralmente mínimas.

A Revolta da Sucata foi desenvolvido em cima desse conceito, abordando o ponto de vista de um consumidor consciente do absurdo que é essa situação. Para isso foi utilizada a figura de Adriana, garota no ensino médio que se recusa a trocar o celular que adquiriu a apenas 8 meses, apesar  da pressão que sofre das amigas que a chamam de antiquada, apegada a um celular ultrapassado.

Adriana é apenas uma das várias personagens envolvidas nessa trama envolvente e bem elaborada. Até que ponto nós consumidores nos deixamos influenciar pela mídia, pela pressão de terceiros que nos fazem adquirir produtos supérfluos, desnecessários?

Após ler essa obra, eu acredito que tomei uma consciência maior do meu papel como consumidora e principalmente como cidadã. Percebi que temos que analisar o todo, aquele momento onde a minha escolha vai impactar na escolha do outro e principalmente do futuro desse. Afinal de contas os recursos naturais do nosso planeta são limitados e muito preciosos para que a gente disponha deles na fabricação de coisas inúteis.

Acredito que todos temos que ler este livro em algum momento da vida. Ele é escrito de uma forma simples, direta, divertida, são poucas páginas, a leitura é fluida, a diagramação é simplesmente perfeita, fora que a capa é um espetáculo à parte. O mais legal é que o livro é impresso naquele papel mais escurinho, reciclado, o que deu um charme maravilhoso.

Espero que vocês tenham gostado da dica.

Bjos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s