Melhores Livros de 2015

Olá, pessoas! Segue abaixo a lista das melhores leituras do ano ( foto e sinopse).

1111

 

1- “As pessoas pensam que sonhos não são reais apenas porque não são feitos de matéria, de partículas. Sonhos são reais, mas eles são feitos de pontos de vista, de imagens, de memórias e trocadilhos, e de esperanças perdidas.”Neil Gaiman

 

123

2- Uma fábula eterna…
Realidade e magia neste aclamado livro de fantasia histórica!
Os confrontos e as barreiras vividas por duas culturas tão próximas, ainda que aparentemente opostas. Em Golem e o Gênio, premiado romance fantástico que a DarkSide® Books traz ao Brasil em 2015, o leitor se transporta à Nova York da virada do século XX, em uma viagem fascinante através das culturas árabe e judaica. Seus guias serão poderosos seres mitológicos.

1

3- Recém-chegada a Haeden, a repórter Stacy Flynn decide reconstituir a vida de Wendy, que fora assassinada, organizando todos os fragmentos que encontra na tentativa de solucionar o caso. Ela escreve um apaixonado artigo para o jornal local, que desperta em Alice o desejo de também investigar o crime. Enquanto Alice e Flynn, separadamente, observam as pessoas ao redor em busca do assassino, o destino de Alice é entrelaçado para sempre ao de Wendy, quando um segundo crime abala as estruturas da cidade.

6

4-O Clube da Luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.

O livro foi filmado em 1999, pelo vencedor do Oscar de melhor diretor, David Fincher

2

5-Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit, 451 de Ray Bradubury, revolucionou a literatura com um texto que condena não só a opressão anti-intelectual nazista, mas principalmente o cenário dos anos 1950, revelando sua apreensão numa sociedade opressiva e comandada pelo autoritarismo do mundo pós-guerra.

 

 

22

6-Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica – Edição Especial 50 Anos não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século XX.
A perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social

222

7-Depois que um misterioso vírus erradicou toda a população exceto os adolescentes, os jovens dividem-se em tribos para sobreviver. Jefferson, o inseguro líder da tribo da Washington Square, e Donna, a garota por quem ele está secretamente apaixonado, se estabelecem precariamente em meio ao caos. Porém, quando outro integrante do bando descobre uma pista que pode levar à cura da doença, eles partem em uma viagem arriscada para salvar o que restou da humanidade.
Alternando entre os pontos de vista de Jeff e Donna, descobrimos uma Nova York muito diferente: os animais do zoológico do Central Park agora vivem soltos na região, a Grand Central Station virou um enorme mercado e há tribos inimigas por toda a parte. Enquanto enfrentam todos esses perigos, Jeff tenta criar coragem para se declarar, e Donna luta para entender seus próprios sentimentos – afinal, conforme os dias passam, a adolescência vai ficando para trás e a Doença está cada vez mais próxima.

3.jpg

8-Livrarias atraem o tipo certo de gente.
É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é “Nenhum homem é uma ilha; cada livro é um mundo”. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos.

3

9-Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago (EUA), Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.
Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri (EUA), oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado.
Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

33

10-Quando Vivian Daly, uma senhora de 91 anos, decide se livrar de seus pertences antigos ela acaba recebendo a ajuda de Molly, uma adolescente órfã e rebelde, que está disposta a prestar serviços para não acabar no reformatório. Revivendo cada momento marcante de sua história, Vivian conta para Molly sobre sua família irlandesa pobre que foi de barco para Nova York em busca de uma nova vida e acabou morta em um incêndio. Sendo a única sobrevivente, ela foi levada por um trem com outras centenas de crianças que teriam seu destino decidido pela sorte. Seriam elas adotadas por famílias gentis e amáveis, ou teriam de encarar uma infância e adolescência de servidão e trabalho pesado? Grande interesse já na época de sua morte, em 2005. Em seu testamento, porém, o papa havia feito um pedido a seu assistente, Stanis¿aw Dziwisz, que o acompanhara ao longo de 40 anos em seu episcopado e papado: ele solicitava que todas elas fossem destruídas. Dziwisz, atual arcebispo de Cracóvia, não destruiu as anotações, mas decidiu apresentá-las à Congregação para as Causas dos Santos, que então estava examinando a vida do papa em seu processo de beatificação. Uma leitura breve daquele material já foi mais do que suficiente para confirmar que o pontífice tivera uma intensa vida interior. As anotações revelam a profundidade da vida espiritual de Karol Wojtyla – bispo auxiliar, arcebispo de Cracóvia, cardeal e papa – entre os anos de 1962 e 2003. Elas dão acesso ao coração do homem que atuou como bispo na Polônia durante o difícil período do comunismo e registram as experiências, resoluções, orações, reflexões e comentários de seu autor ao longo de seu progresso espiritual. Recheada de fotos de João Paulo II e de algumas imagens em fac-símile de seus cadernos, estou nas mãos de Deus é uma obra rara e comovente. Com ela, o leitor pode tornar-se um discípulo na escola de pensamento de uma das mais importantes figuras religiosas dos últimos tempos.

Então, essa foi a minha lista.

Bjos!

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s