Dia de Folga- John Boyne

3.jpg

Ficha Técnica: 

Título: Dia de Folga

Autor: John Boyne

Editora: Companhia das Letras

Gênero: conto

 

Sinopse:

Neste conto breve e melancólico, John Boyne (autor do best-seller O menino do pijama listrado) acompanha o dia de folga de um jovem soldado inglês e seus companheiros, que passam a véspera de Natal em uma das trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Enquanto relembra os natais da infância e o conforto do seu lar, ele vê e ouve as bombas alemãs caindo a sua volta. Em meio a um dos piores conflitos do século XX, o jovem irá vivenciar um espírito natalino muito diferente do que estava acostumado

Resenha:

O conto trás a história de um soldado  inglês que se encontra na guerra, ele estar nas trincheiras na véspera de natal e passa a relembrar os natais passados em casa e as sensações que tinha no aconchego de seu lar.

Para aquele soldado a guerra parecia que nunca iria acabar. Ele se vê então diante da possibilidade de desertar, reflete muito sobre isso e sobre as consequências que iriam advir deste ato.

O conto apesar de curto (apenas 10 páginas), relata de forma clara os horrores vividos durante à Primeira Guerra Mundial.

Hawke é o personagem principal, na véspera de natal ele recebe da mãe um carta, um par de meias e um pauzinho de canela. Imediatamente ele troca as suas meias pelas novas, uma vez que as antigas estavam rasgadas, muito sujas, molhadas, o que deixava seus pés em um estado ainda pior do que já estavam, cheios de calos e cortes.

Os soldados dessa trincheira recebem um dia de folga, em meio a todo aquele cenário de desolação, isso deixa a todos muito contentes. Staines ( outro soldado) começa a tocar uma canção natalina em sua gaita, mas o espírito do batalhão não era exatamente feliz. Hawke disse desejar de presente de natal apenas uma noite de sono, o que deveria ser muito difícil em torno de toda a tensão produzida pelos tiros e bombardeios.

Hawke se encontrava rastejando pela mata, faminto pois sua última refeição tinha ocorrido pela manhã, era uma carne enlatada de aspecto suspeito que seu amigo lhe dera e que após come-la, acabou por passar mal e colocou tudo para fora.

Ele deixa claro que os dias de folga eram tão raros, que quando ocorriam seu corpo já estava acostumado a agitação da batalha e ele não conseguia se manter quieto.

Era um sonhador, leal, com valor e princípios e embora tenha tido oportunidade de escapar de tudo aquilo, resolveu voltar e cumprir o seu dever.

A escrita de John Boyne, sempre me fascinou e nesse conto não foi diferente. Essa é uma história que todos deveriam ler, pois mexe com nossos sentimentos mais profundos.

Bjos!.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s