Resenha- Filme “Juventudes Roubadas”

-k9

Título original: Testament of Youth

Titulo Adaptado: Juventudes Roubadas

Gênero: Drama
Ano de lançamento: 2015
Áudio: Ing/Port + legendas
Duração: 129 minutos
Tamanho: 4,36 Gb
Extensão: ISO


Sinopse: Uma mulher britânica relembra sua dura juventude durante a Primeira Guerra Mundial, quando, aos 17 anos, vivenciou a perda e o luto de seus amigos em seu ofício voluntário de enfermeira. Baseado na autobiografia de Vera Brittain.


Elenco: Alicia Vikander, Taron Egerton, Colin Morgan, Dominic West, Emily Watson, Kit Harington, Joanna Scanlan, Miranda Richardson.

Resenha:

Esse filme traz as recordações de Vera Brittain, escritora Inglesa, sobre os fatos corriqueiros que ocorreram com ela e seus entes queridos, durante a Primeira Guerra Mundial.555

O filme inicia-se em novembro de 1918, e faz  um panorama dos fatos em que Vera e seus amigos estiveram envolvidos, antes e durante a guerra.

Foi baseado no livro Testament of Youth,  lançado pela autora em 1933. Sendo um relato de suas lembranças daquele período e dos fatos reais ocorridos, portanto é considerado um livro auto biográfico.

O livro é considerado uma das mais realistas memórias do período sombrio que foi a Primeira Guerra, mostrando como as pessoas comuns foram afetadas de uma forma tão nefasta e quase que totalmente irremediável, por esse fato terrível.

Ficou claro no filme, que ninguém saiu ileso as lesões proporcionadas pela guerra, todos sem exceção tiveram a vida que conheciam totalmente alteradas, mesmo aqueles que não perderam parentes próximos, acabaram por perderem vizinhos, amigos, amores. Vera infelizmente perdeu pessoas em todas as categorias citadas.

Mas o filme assim como o livro trata principalmente de superação, de uma mulher que sempre lutou para se destacar, que nunca se manteve a margem dos acontecimentos, sejam eles de ordem familiar ou de ordem mundial.

Vera inicialmente lutou contra seu pai, pelo direito de cursar uma universidade assim como o irmão. Mesmo o pai achando que era um gasto desnecessário e que moças como ela deveriam estar apenas focadas em encontrar um marido com quem pudessem dividir a vida. Vera se sobressaiu e entrou em nada menos do que Oxford.

Posteriormente se permitiu mudar de ideia, e sonhar com a possibilidade de conciliar um casamento com o homem que veio a amar e seus estudos na universidade. Porém a guerra teve inicio e todos os seus planos foram adiados. Todos seus amigos, irmão e amor, foram para guerra.55

Sentiu ela a extrema necessidade de fazer a sua parte, de cumprir um papel mais ativo. Então ela trancou a universidade e se alistou como enfermeira voluntária, inicialmente em Buxton e depois em Londres, Malta e França ( local onde foi designada a cuidar dos feridos alemães, ou seja, seus inimigos na guerra). Ela passa a refletir e ver, que ambos os lados sofreram inúmeras perdas, e que o único meio de mudar isso seria ser uma pacifista, lutando contra qualquer guerra em qualquer tempo.

Vera fez o seu papel de informar e lutou para ser ouvida durante toda a vida. Tornou-se uma mulher admirada e respeitada, de opinião forte, decidida. Foi uma escritora primorosa, lançou nove livros, alguns de grande sucesso, outros nem tanto.

Ao terminar de assistir o filme senti a necessidade de ler o livro, de procurar alguma informação adicional. Pois foi impossível não me sentir absurdamente inquieta diante de todos aqueles dados que absorvi. Não posso desta forma , deixar de recomendar a vocês, espero que sintam a mesma inquietação que eu senti.

Bjos!  E até a próxima.


6 comentários em “Resenha- Filme “Juventudes Roubadas”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s