Resenha – Em Busca de Abrigo- Jojo Moyes

 

88

Ficha Técnica: 

Título: Em busca de Abrigo

Autor: Jojo Moyes

Editora: Bertrand Brasil

Gênero: Literatura Estrangeira – Romance

ISBN: 9788528610840

Edição: 1º

Páginas: 434

Ano: 2015

8

 

Sinopse:Sem contato com sua mãe desde que fugiu de casa quando ainda jovem na zona rural da Irlanda, Kate fez um juramento de que seria sempre amiga de sua filha, Sabine. Mas a vida tem uma maneira engraçada de se repetir, e Kate vê um abismo crescente entre elas. Com Sabine às vésperas de fazer uma jornada de volta à Irlanda para ver sua avó e resgatar seu passado, Kate se pergunta como elas chegaram a essa situação e o que ela pode fazer para mãe e filha se reconectarem.
Para Joy, ver sua neta é a realização de um sonho. Após uma dolorosa separação de sua filha Kate, ela aguarda ansiosamente a chegada de Sabine. Porém, logo após a chegada da neta, a conexão que ela esperava não acontece, diminuindo seu entusiasmo. E quando o impetuoso temperamento de Sabine força Joy a encarar fantasmas do passado, ela percebe que talvez seja a hora de fechar antigas feridas.

A inesquecível história de três gerações de mulheres irlandesas frente às verdades fundamentais de amor, dever e o inquebrável elo que une mães e filhas.

Resenha: Esse é um livro de leitura simples, que flui naturalmente e que vai te prendendo aos poucos.

Em busca de Abrigo, conta a história de vida de três mulheres de uma mesma família, sendo elas:

Joy, mulher de personalidade forte, matriarca da família, apaixonada por cavalos e por seu marido, com quem viveu um grande amor, que durou por toda a sua vida. Dona de uma fazenda decadente. Joy tem muita dificuldade em demonstrar sentimento ou manter qualquer tipo de relacionamento com outras pessoas, uma vez que ela sempre acreditou que ninguém a entende, exceto seu marido.

Kate filha de Joy, mulher na faixa dos 35 anos, insegura, com problemas em manter relacionamentos amorosos duradouros, trabalha fazendo artigos para jornais, teve uma filha aos 18 anos e saiu de casa nessa época, enfrentando assim o mundo e a responsabilidade de criar uma filha praticamente sozinha. Por esse motivo decidiu que sua filha seria criada com a liberdade que ela nunca teve.

Sabine, filha de Kate, garota de 16 anos, que foi perdendo o respeito por sua mãe a medida que viu essa fracassando em seus relacionamentos amorosos. Enviada por sua mãe para Irlanda, após o novo término da mãe. Sabine inicialmente se sente abandonada e de certa forma revoltada, por ter que deixar sua casa, amigos, país (Inglaterra), é ir para a casa dos seus avós, com quem ela nunca teve contato, exceto uma vez quando ainda ela um bebé.

O livro mostra como essas mulheres de personalidades tão diferentes, foram sendo moldadas a partir da vontade de serem diferentes das suas mães. É por fim acabaram sendo muito mais parecidas com elas do que gostariam.

Joy sempre foi uma mulher prática que fala o essencial e que guarda seus sentimentos e dilemas para si, ela tem horror a exposição. Kate é a mais insegura, uma verdadeira adolescente presa no corpo de uma mulher, sempre em busca de alguma emoção, algum sentimento que por ser tão idealizado acaba por ser inatingível. Já Sabine está com a personalidade em formação, as vezes se demonstra insegura buscando aprovação, as vezes e cruel, como qualquer adolescente, por vezes revoltada e com um desejo profundo de ser mais parecida com sua avó, por quem passa a nutrir profundo respeito, e o mais diferente possível da mãe, a quem por vezes ela demonstra desprezar.

O que me chamou mais a atenção e que, os segredos do passado e as escolhas feitas no sentindo de proteger a família e os filhos, acabaram fazendo que essa família fosse rachando com o tempo. Parece que há um distanciamento, mas que na verdade acaba por se demonstrar que era apenas cuidado em excesso.

Existem personagens secundários muito importantes, que acabam por fazer o enlace da história, são eles: Edward (marido de Joy), semostra quase perfeito, em grande parte da história, mas há um segredo que o envolve. Anni ,dona da pensão, amiga de Sabine, Que acaba por se mostrar uma personagem complexa, que vive em um mundo particular, após sofrer um terrível trauma. Thom, funcionário da família, antigo namorado de Kate, por quem ainda nutre um amor intenso.

A lição mais importante que tirei do livro é que as vezes o verdadeiro amor pode não ser o que você espera, deseja. Mas será aquele que te fará crescer, amadurecer, que cuidará de você, mesmo que você inicialmente não perceba, será companheiro e leal.

Como podem ver, eu adorei à leitura, foi muito prazerosa, eu a recomendo para quem gosta de romance leve, que enfatizem a família, o amor e a dor( como veiculo de crescimento pessoal).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s