Resenha- Alice no país das maravilhas – Lewis Carroll

21

Ficha Técnica:

Título: Alice no país das maravilhas

Autor: Lewis Carroll

Editora: Zahar

ISBN: 852540943X

Páginas: 172

Edição: 1

Ano:1998

Assunto; Infanto- Juvenil/ Literatura estrangeira/ Romance

Sinopse: Charles Lutwidge Dodgson – mais conhecido como Lewis Carroll – nasceu em 27 de janeiro de 1832 em Daresbury, Inglaterra e morreu em Guidford, Inglaterra a 14 de janeiro de 1898. Seu nome está inscrito na história de literatura mundial por ser o autor de Alice no País das Maravilhas, o mais estranho e fascinante livro para crianças jamais escrito. Filho de um pastor anglicano, Lewis Carroll tinha 10 irmãos e cresceu num ambiente onde aprendeu a contar histórias, cuidar e distrair crianças. Apaixonado por matemática e fotografia, foi nomeado professor de matemática em Oxford em 1861. Como fotógrafo amador, fotografava invariavelmente meninas entre 8 e 12 anos de idade. Sua obra prima é fruto de uma história que narrou a Alice Liddle (então com 4 anos) amiga de suas irmãs. Seu primeiro livro, no entanto é A Sylabus of Plane Algebraical Geometrical,um tratado de matemática escrito em 1860. Por sugestão do escritor Henry Kingsley, o livro foi publicado em 1865 sem ser especificado se era para adulto ou crianças. Foi um sucesso fulminante. Em 1871, publicou a seqüência, que seria Alice no País dos Espelhos. Religioso, professor, pesquisador sério, Lewis Carrol escreveu várias livros, entre poemas, ensaios científicos, textos técnicos e de ficção juvenil.

Resenha

3

Ao longo dos anos esse clássico da literatura infanto-juvenil, vem sendo readaptado e reencenados nos mais diversos meios, mas nunca perde o seu encanto. Chegou a ter uma edição de bolso em brochura, ilustrada por John Tenniel.

Agora, ao completar os seus 150 anos de publicação, a revista Galileu lançou um interessante artigo sobre o assunto ( http://revistagalileu.globo.com/Cultura/Livros/noticia/2015/07/alice-no-pais-das-maravilhas-vai-completar-150-anos-e-ainda-nao-entendemos-todos-seus-misterios.html ). Analisando alguns aspectos intrigantes do livro.

Alice encanta a todos, por apresentar ao mesmo tempo um ar ingenuo e questionador, sempre em busca de novos conhecimentos através da experiencia pratica, mesmo que de forma inconsciente.22

No inicio do livro Alice adormece sobre a sombra de uma árvore, ao que ela escuta um coelho branco e apressado parar, olhar seu relógio de bolso e dizer que esta muito atrasado. Como não imaginar que o livro todo não passou de um sonho da personagem? e mesmo assim se sentir tão envolvida na historia ao ponto de não parar de ler.

Talvez isso se deva a escrita clara e coesa do autor, talvez aos personagens com características psicológicas tão acentuadas, afinal quem nunca se encantou pelo charmoso e insano Chapeleiro Maluco, ou pelo gentil Valete de copas, que estava sempre a ajudar Alice, ou quem em seu juízo perfeito não teria medo da temível rainha de copas com seu jargão ” Cortem-lhe as cabeças”. 222

O fato é que o livro nos leva a reflexão, nos faz sentir empatia por Alice, ficamos tristes quando ela chora por não saber ainda como voltar ao seu tamanho natural, em duvida quando á lagarta tão astuta a interpela e aconselha, enquanto se mantem fumando calmamente, e  aflitos com os olhos do Gato de Cheshire a observar.

São vários os pontos que foram questionados ao longo dos anos como adequados ou não a narrativa de uma historia voltada para o publico infantil. Como não questionar a lagarta fumante, o cogumelo provavelmente alucinógeno que Alice e induzida a consumir, o fato de em alguns trechos ela afirmar que vai devorar alguns personagens, sugerindo alguns críticos que essa frase tem um certo teor sexual, ou mesmo, o ponto mais intrigante de todos, que é o fato do autor gostar de observar e fotografar menininhas, vindo ate a ser investigado como o provável Serial Killers da época “Jack o Estripador” , nunca vindo a ser provado nada contra ele.

Apesar de todos os questionamentos Alice no país das maravilhas, se tornou um livro atemporal.

Livros, séries e artigos relacionados:

– Alice in Wonderland (1903), filme mudo

– Adventures in Wonderland (série de TV 1991-1995 TV Series), série da Disney onde Alice pode viajar para o “Páis das Maravilhas” através do espelho de seu banheiro

– Alice in Wonderland (2010) Filme dirigido por Tim Burton, estrelado por Johnny Depp, como o Chapeleiro Maluco e Mia Wasikowska como Alice.

Once Upon A Time In Wonderland  – Série do canal ABC

https://pt.wikipedia.org/wiki/Suspeitos_do_caso_Jack,_o_Estripador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s